sábado, 31 de dezembro de 2011

SALTIMBANCO

Dizem que levo uma vida de saltimbanco...
Não tenho “eira nem beira”,
ando pelas bermas da estrada e da vida.
Sabem lá se não gosto de andar assim,
fantasiada de ilusões,
recriando sonhos.
Os meus
e os de quem me pede para tocar...
Músicas de outros tempos,
que ninguém mais toca,
porque não sabe falar com o coração
a quem já só vive de memórias.
Eu sei,
porque a minha vida é assim:
ilusões e sonhos....

Foto cedida por José Neves

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

ANGÚSTIA

Hoje,
vou gritar violentamente…
Como se tivesse perdido,
o juízo.
Que alguém me escute,
mas que não seja o Vento.
Para que as palavras fiquem completas
e não sejam fragmentos, farrapos…
De uma angústia,
que não sei,
não consigo explicar



Foto de Adriano Costa (1000 Imagens)

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

ARROGÂNCIA

Abram alas, já disse!!!”
soa o vozeirão do Vento
na tranquilidade da noite.
Fujam, escondam-se!
Nada,eu perdoarei esta noite!
É minha!”
E desço pelos montes, em reboliço.
Invado, furibundo, os vales.
Exijo, arrogante,
obediência ao arvoredo.
 


Foto de António Jorge Nunes (1000 Imagens)

domingo, 18 de dezembro de 2011

RESPEITO

Rompo a escuridão,
com raios brilhantes e elegantes…
Numa dança diáfana, profana
que enternece os amantes e
perturba a oração
de quem pensa em Deus.
Imponho respeito,
com trovões violentos
e assustadores.
Ouço gritos e pedidos de clemência,
mas avanço,
decidido,
impiedoso
pela noite.


Foto de José Gama (1000 Olhares)



quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

HISTÓRIA DO VENTO

“Responde o que sentires”
diz-me o Vento quando passa por mim...
Mas eu fico sem saber
se isto foi apenas um sonho fugaz
como o Verão...
Despreocupado, alegre, vivo...
“Mas o que importa?”,
ri-se o Vento...
 

Foto de Bruno Alves, "Symphony of Light"

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

NOME

Como as horas são vagarosas, amor,
e como as palavras estão sonolentas,
sem sentido em mim.
Porque este é o meu momento…
A minha memória de ti,
e de palavras,
não precisa...
Só de ti,
do teu nome...
 


A autora é Nicoletta "Lovers"

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

SONHOS

Sente-me na tua noite.
Nega a fantasia dos teus sonhos.
Estou aqui e desafio-te.
Enfeitiço-te.
Seduzo-te.
Adoro-te.
Sem que nada me seja impossível.


Foto de Stanmarek

domingo, 4 de dezembro de 2011

POR AÍ

Ando a vaguear por aí…
Por entre beijos e desejos
escritos na palma da mão.
Sem que o tempo me preocupe,
me afaste do Sol,
me agrida numa noite de tempestade.
Se te procuro e não te encontro,
é porque estou mais longe
do que pensava…
Se falo de beijos e desejos,
é porque continuo a sonhar acordada.
E tenho as minhas mãos estendidas para ti.
Com mil beijos e mil desejos....


Foto de Graça Loureiro

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

PERDA

Às vezes,
tenho medo de te perder
e deixo a luz acesa...
Para que me encontres
onde me deixaste...
Aqui, nas sombras do jardim,
escondida nos meus segredos,
aconchegada nas tuas palavras.
Para esquecer a dor,
a saudade que tenho do meu Pai.
Mas hoje, nada atenua essa dor
e já nem sei se a luz ajuda...
Não sei mais o que dizer;
não te encontro nas tuas palavras.
Apenas vejo monstros, fantasmas,
que não caminham pela luz,
que tenho medo de perder.
Porque me posso perder de ti....

O autor desta foto é desconhecido

domingo, 27 de novembro de 2011

IMPETUOSO

Nenhum toque é desnecessário;
todos são irresistíveis…
Nesse gemido sonolento,
de quem se amou febrilmente.
Em que fomos invadidos,
conquistados,
esmagados pelo prazer…
O prazer mágico do toque
que se sente, escorrendo pelo corpo…
Impetuosamente….


O autor desta foto é desconhecido

terça-feira, 22 de novembro de 2011

"SWEET"

Podia falar nos desejos,
que se escondem no Vento.
Ou contar as folhas,
que se espalham pelo jardim.
Podia explicar-te o que é “sweet”…
Ou encontrar palavras que rimem
com sensual
Mas quero amar-te…
Simplesmente...
Por esse facto...
O facto de amar....


O autor desta foto é desconhecido

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

CHEIA DE PAIXÃO

Quando a chuva se calar,
desafiarei o Vento.
Serei tão louca como ele;
entregar-me-ei à tua pele.
Definirei limites, que não cumprirei.
E quero que me lembres;
escutes a minha voz esta noite.
Quero que saibas como te amo,
como nunca pensei amar-te assim...
Tão louca,
tão cheia de paixão...


Foto de Pascal Renoux

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

PALAVRAS DE AMOR

Foto de Graça Loureiro



Escrevo-te no auge da noite.
Ainda com o sabor do desejo
nos meus lábios.
Escrevo-te no brilho da Lua Cheia,
com o suor insinuante do meu corpo.
Fecho os olhos e vivo-te novamente.
Os teus lábios em mim,
o teu corpo abraçado em mim,
as palavras de amor que se
murmuram e se repetem.
Incansavelmente


 

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

MERA MUSA

Quero...
Ser a tua Musa esta noite.
Ser a memória do teu desejo,
a euforia da tua paixão.
Ler o prazer nos teus olhos
e existir nas palavras exóticas,
com que te confessas à minha pele.
Quero...
Sentir os teus beijos perdidos em mim,
nessa vaga de calor que te diz -
mera musa não quero ser.
Quero ser quem amas...


Foto de Stanmarek

terça-feira, 8 de novembro de 2011

SEMPRE

Deseja-me intensamente,
ama-me loucamente.
Sempre.
Esquece os malditos “porquês”;
não penses nos malvados “se”.
Pensa apenas em mim...
Na sedução, na provocação
que deixo transparecer no meu olhar.
Seduz-me,
provoca-me também...
Porque eu sei que o simples acto
de te beijar não é um sonho,
é uma perdição...


O autor desta foto é desconhecido

sábado, 5 de novembro de 2011

Á MINHA ESPERA

Sei que estás à espera.

De uma palavra minha,
de qualquer coisa que dê, finalmente,
cor ao que pensas que eu sinto.


Mas o que pensas que eu sinto,
se deixei de te sonhar?
Se, nem para dentro de mim
consigo olhar?


O que posso eu dizer,
se deixei de me amar?



Foto de N Kellermann "N Sleeps" (Art Gallery Limited)



quinta-feira, 3 de novembro de 2011

TARDES DE OUTONO II

Invade-me a casa o Vento.
Traz a chuva e o frio,
esquece-se que gosto de luz
e apaga-ma.

Fico na escuridão,
só com os pensamentos.
Tudo o que escuto,
além do Vento.

Hoje, não vens.
Hoje, não sei onde estás.
Hoje,
só tenho memórias de beijos
e de palavras descoloridas.


O autor desta foto é desconhecido

terça-feira, 1 de novembro de 2011

TARDES DE OUTONO

Se é isso que queres,
fala-me do Outono.
Das saudades das tardes tranquilas,
só tuas e do enredo do livro,
por que te apaixonaste.


Eu gosto do teu sorriso,
nessas tardes de Outono.
Parece distante
para quem o vê de fora.
Eu olho-o com a alma,
e sinto-lhe a ternura,
de alguém que trata a vida,
como uma amiga.


Por isso, calo-me
e gozo o bem-estar
deste momento a dois...




Foto de Stanmarek

domingo, 30 de outubro de 2011

DONA DO MUNDO

Sinto que te conheço desde sempre.
Talvez seja um absurdo; eu própria duvido.
Mas há qualquer coisa no teu olhar, no teu riso
que conspira com a minha pele
e não é só uma simples atracção.
É como se os 5 sentidos se tivessem entrelaçado,
partissem na busca dos teus
e aí se reescrevessem.
Sei o que me vais dizer,
adivinho quando me vais beijar
lentamente, oh, lentamente, amor
e quando em mim te deitas,
sou a dona do Mundo…

O autor desta foto é desconhecido

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

IRRESPONSAVEL

Beijo-te responsavelmente,
mas amo-te irresponsavelmente.
Não te confesso os meus sonhos,
mas solto os desejos.
Ás vezes, surpreendo-te com a minha ousadia;
outras, faço-te rir com a minha timidez.
Mas sei que sabes que te amo.
Responsável ou irresponsavelmente…

Foto de Julia Borodina, "Beautiful Feeling"
Art Limited
 
Dedicatória:
Para um amigo,
que gosta de mim irresponsavelmente

terça-feira, 25 de outubro de 2011

POÉTICO

Poderia falar-te sobre o mel dos meus lábios,
ou do calor do meu abraço.
Num texto extremamente poético,
num poema vulgarmente intenso.
Mas não o vou fazer,
porque basta olhares-me.
Como me estás a olhar agora.
Como sempre te pedi que fizesses.
Perdido nas histórias que os meus olhos escrevem.
Histórias de encantar, inacabadas
porque falam de amor,
que nunca se despede.
 
 

Do álbum de João Mateus "Silk on the Soul" (via Facebook)


quinta-feira, 20 de outubro de 2011

TOQUE DE SEDA

Continuarei a falar de amor.
Desse desejo insano com que
me enlaço em ti.
Do teu toque de seda na minha pele.
Do meu sorriso misterioso.
Nesse amor que sempre foi um mistério,
que a pele decifrou
lentamente e me deixou nua.
Por isso, falarei de amor,
mesmo que contigo já não o partilhe....
 

O Autor desta foto é desconhecido


segunda-feira, 17 de outubro de 2011

LABIRINTO

Esta noite,
deixa que seja eu a guiar-te
pelo labirinto do meu corpo.
Fechas os olhos se te pedir?
Com as mãos quietas?
Sem que uma palavra,
um som,
te distraía.
Quero que conheças o profundo do meu corpo.
Não como tu o conheces;
como eu o sinto.


Foto de Stanmarek


sexta-feira, 14 de outubro de 2011

DISSO

Hoje, escondo-te dos meus olhos.
Das histórias que te poderiam contar
sobre mim.
Sobre a paixão que se sussurra em mim,
todas as vezes que me tocas.
Porque é isso mesmo que quero que faças
- que me toques,
me faças sentir-te.
Como se a tua vida dependesse disso.


O Autor desta foto é desconhecido

domingo, 9 de outubro de 2011

A VERDADE DAS PALAVRAS



Escreve-me.
Escreve-me a verdade.
Nas tuas próprias palavras.
Não preciso que sejam sumptuosas.
Apenas tuas.
Leves, tranquilas, doces.
E cheias de Sol.
Porque tal é o amor
em que te retrato
e te sinto.


 
Foto do álbum "Digitial Mystery" de João Mateus (via Facebook)

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

DÓCEIS

Aprecia-me...
Com todo o desejo do teu olhar...

Procura-me...
Veste-me com o teu querer...

Completa-me...
Com esse beijo faminto....

Abraça-me....
Grita-me o teu amor....

Depois, cala-te....

Fica em silêncio....
Nesse silêncio de prazer,
que torna os nossos corpos dóceis....


Foto de Angelica

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

RAINHA SUPREMA

Acordo de um sonho,
em que fui a Rainha Suprema....
Mas ontem, senti-me uma vagabunda,
sem destino, sem nome,
sem paixão....


Hoje, tive um banquete farto...
Ontem, soube o que era a fome
e a sede...


O que significa ser-se Rainha Suprema?
O que diz a vagabunda?
Que tudo muda;
e a sorte é uma utopia.


Aqui....

Porque nos sonhos,
em que descansamos,
podemos sempre ser reis....



Foto de Gundabandi,  "Fragile" (DeviantArt)

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

VOZ DA NOITE

Não tenho a certeza de nada...
Apenas da sombra da noite
e da música clássica,
a tocar baixinho na sala....
Que deixei às escuras....
Para escrever nessa sombra,
que assombra a própria noite,
uma história de encantar....
Em que escute a minha voz,
e não a sinta perder-se em ti....
Num poema sem rima,
num lamento solitário,
que a música abafa,
pois hoje só ela tem voz....



Foto de Ben Heyes, "Almost Hidden"

domingo, 25 de setembro de 2011

IMENSOS E IMPENSADOS

São beijos impensados,
são beijos sem mistério algum..
São confissões, delírios,
porque amar é como estar na fronteira...
Como se estivéssemos ausentes da vida,
empurrados de um lado para o outro,
bruscamente...
Loucamente, intensamente,
em sorrisos secretos
e sonhos cúmplices..


Hoje é apenas mais um dia
para descobrirmos o prazer....
Para sentirmos, uma vez mais,
a pele suada e passearmos nos beijos,
- imensos e impensados -
um do outro.....



Foto de Stanmarek, "Sensual"


quarta-feira, 21 de setembro de 2011

TIMIDA

Tudo o que resta do dia? Pensei em ti...
Deslizei as mãos pelo meu corpo
como se fossem as tuas....
Fechei os olhos,
com o teu cheiro a envolver-me...
Nas vozes dos outros,
só ouvi o timbre da tua....
O dia foi tão longo, amor...
Amaldiçoei todos os minutos
em que não te vi...
E, agora,
não sei porquê,
sinto-me tímida....



Foto de Marina An


segunda-feira, 19 de setembro de 2011

CORPOS

Esta noite,
não falo de dedos
sedutores....
De famintos olhares
ou de quentes beijos
em corpos nús.
É uma noite de prazer,
uma noite especial,
em que nada há a decidir...
Apenas que seja sensual...
 

Autor desta foto é desconhecido

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

IMPACIÊNCIA

O meu dedo continua indeciso...
Sente a tua impaciência,
oferece-te uma carícia.
Vê o teu olhar de desejo,
sorri-te...
Pressente a tua vontade
de o dominares
e afasta-se....
Provoco-te...
Volto a provocar-te,
deixando que me beijes
agora...
Gritando todo esse desejo,
revelando toda essa vontade
de existires em mim...



Foto de Ira Bordo

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

QUIETO

Sei que não te sou indiferente…
Não posso esquecer as tuas palavras,
porque estão gravadas na noite
onde me dispo para ti.
Por entre trocadilhos,
e risos,
mas em que te amo tanto....
Se hesito,
é porque gosto de prolongar
a suavidade do momento,
em que o meu dedo sobe
até aos teus lábios
e fica aí quieto....
 

Foto de Stanmarek, "S/T"

terça-feira, 6 de setembro de 2011

CASA AO SOL

Fiz o que sempre quis fazer….
Abri a casa ao Sol…
Deixei entrar a luz interdita,
ofendi memórias ainda escritas
nas paredes,
tornei – a mais feliz…
E espero….
Espero que já estejas a caminho…
 
 

Foto do álbum de João Mateus, "Women" (Facebook)

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

AROMA DA NOITE

Os dias podem não ser iguais à noite...
Nem as palavras ditas hoje são
as de amanhã...
Porque estou tão perto de ti,
que o meu suspiro roça no teu,
recua, assustado,
mas adormece em ti...
Na tua noite,
com o aroma da minha...
 
 

Autor desta foto é desconhecido

terça-feira, 30 de agosto de 2011

ENLACE

Sei que,
ao apaixonar-me por ti,
deixei que te escrevesses em mim...
Num poema
deliciosamente erótico...
De palavras quentes,
que tornam o dia feliz,
inventando-te,
improvisando-me....
Num enlace entre a paixão
e o desejo...
 

Autor desta foto é desconhecido

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

LOUCOS AMANTES

Há um olhar que nos toca...
Absurdamente sedutor...
Porque fala de prazer...
O meu,
o teu prazer?
Simplesmente o prazer
vivido com essa ânsia,
esse desejo de loucos amantes...
Que fingimos ser...
Mas que somos,
de facto....



Título da foto: "Woman with candles"
Autor da foto é desconhecido

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

NOITE QUENTE

Hoje, estou louca...

A única explicação que me ocorre,
para ficar aqui sentada no jardim....
Com as sombras da noite a esconderem
o lago,
os bancos,
os caminhos,
os últimos risos...
Está quente a noite...
Não sei para onde foi a brisa...
Sei para onde não quero ir
e basta.....



Foto de José Boia "Sinto o que escrevo ao pôr-do-Sol" (1000 Imagens)

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

MAL AMADA

Não sei o que dói mais.
Se a saudade ou o silêncio,
numa noite que é longa demais.
Está vazia de amor,
é mal-amada por minha causa...
Porque não quero partilhar a tua memória....
Não quero dizer que partiste
e que eu fiquei...
 

Foto de Gordana Popovic, "Nothing to Lose",
Art Limited

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

BASTA

Não basta, sabes?
Dizeres que me adoras
e deixares-me assim…
Sem nada,
um gesto que seja,
uma palavra gentil…
Só isso que eu quero…
Uma palavra que me atenue a dor,
a dor que ninguém sabe como sinto.
Não há palavras milagrosas,
eu sei...
E tenho que confiar no tempo…
Mas queria confiar em ti...

Foto de Haley B

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

ESTILHAÇOS DE DOR

Há sempre um caminho de volta.
Poderá não ser o que se sonha,
o que se deseja.
Mas quem não teve,
na vida,
desilusões?
Quem nunca limpou as lágrimas,
olhou em frente e avançou
por entre os estilhaços da dor?
Há quem diga que falo de cor.
Como pode afirmar tal,
se nunca me olhou nos olhos
e me viu?


Foto de Jacek Gasiorowski (Art Limited)

sábado, 6 de agosto de 2011

NOITE ANGUSTIADA

Caminho por entre os meus sonhos,
pesados como esta noite angustiada.
Destroça a minha alma,
o frio que volta a entrar pela frincha.
Não estou a sorrir, pois já nem sei como escrever.....
Perdi a vontade, o desejo,
o interesse pela vida
com que quebrava
a monotonia dos dias....
Nem mesmo o voo altivo das gaivotas
me faz sonhar....
Deixo que a solidão
me embrulhe novamente....
Volto a ter medo....
Até do frio.....




Foto de Nadezda Koldyshew

terça-feira, 2 de agosto de 2011

CONTRASTES DE VIDA

Sobre os contrastes da vida,
porque não falar da rosa e do espinho??
O sangue com que um nos marca a pele…
O aroma com que o outro nos brinda a memória…
De beleza eterna,
mesmo que agora envelhecida e seca...
É sempre única; ama com alma....
Reflecte-se na água,
forma-se nas estrelas...
Segue-nos no destino,
na pintura abstracta
em que limitamos o mundo...
Porque nada mais há a dizer….



 
 
 
Video: Marisa Monte "Bem que se quis" - Youtube

sexta-feira, 29 de julho de 2011

BURLESCA

Esta noite, responderei
às minhas próprias perguntas
e cederei o meu papel de protagonista à Lua.

Não estarei em cena..
Estarei nos bastidores,
serei uma mera espectadora
da dança burlesca do Vento
e da Lua.

O que queremos esquecer???
O que escondemos
nessa dança frenética,
que nos cansa o corpo e a mente?

Foto de Jim Zuckerman "Ballerina

quarta-feira, 27 de julho de 2011

RAIOS DE SOL

Escrevo-te,
nos últimos raios do Sol…
Nessa hora mágica do dia,
em que te volto a ter só para mim
e me perco num labirinto
de sensações e emoções

Definir?
Descrever o que sinto?

É como parar o tempo
e deixar,
finalmente
o corpo respirar....


Foto de Alexey Yuzhakov