quarta-feira, 30 de março de 2011

I DESAFIO DO ANO


Inspirem-se na foto...

Improvisem palavras encantadas...

Escrevam uma história mágica...

Original...

Sem começar com "Era uma vez"...

A minha história aparecerá depois...

Até já....



Foto incluída no álbum de João Mateus "Mundo Mágico" (via Facebook)


Texto enviado por Álvaro Lins do blog "A Sombra que me persegue"

Título "A importância das cores"

Quando terminou de atender a última cliente sentia-se cansado. Ouvir sempre as mesmas histórias de vida, os mesmos lamentos e frustrações, por vezes deixava-o exausto. Era nesses momentos que acendia um cigarro e os seus olhos se fixavam no quadro que tinha em frente da secretária; não sabia se eram as suas cores fortes que o atraíam, ou qualquer outra coisa indefinida. Mas foi ao ver aquele tom violeta que se decidiu.



Sabia que tinha de partir; sempre assim fora. Já há muito tempo que era penoso para ele manter uma relação na qual se sentia a mais. Estava decidido; deixava-lhe uma carta a explicar a sua partida.


Sentou-se e começou a escrever: minha querida: o que outrora foi amor entre nós, transformou-se numa coisa diferente. Estamos fartos. Acendeu um cigarro e colocou a caneta em cima da folha. Recorda algumas tardes, quando se encontravam depois do trabalho.


O dia cansativo tinha terminado. Toda a expectativa findara. Agora estavam sozinhos, os dois, como homem e mulher; sem amargura ou desespero. Uma calma fascinante caíra sobre eles. Estavam em paz e viviam a ocasião rara do prazer total. Não trocavam uma palavra, nem era preciso. Os dedos deles, os seus lábios, os seus corpos falavam de uma maneira mais maravilhosa do que nunca.


Acordou com a brisa fresca que lhe percorria o corpo e viu que o ar do mar fazia enfunar a cortina da janela. O tempo já não era suficiente para eles. Olhou para o quadro e mais uma vez o tom laranja lhe chamou a atenção. Rasgou a carta iniciada e levantou-se fechando a porta atrás de si. Ao chegar à rua acendeu outro cigarro.

sábado, 26 de março de 2011

MAIS UM





Deveria estar contente



por sentir, finalmente


os aromas da Primavera.


O cheiro da terra,


a profusão de flores,


ter luz do Sol até mais tarde.






Mas não estou....






Posso ficar no jardim mais tempo,


- gosto de me sentar naquele cantinho


ao pé do lago, sabem qual é? -


mas continuo a falar sozinho.


Em casa, já não posso ler os meus livros


e apaixonar-me pelas palavras.


Olho para a televisão e não compreendo nada.


E as memórias não me afastam


da tristeza desta vida,


deste passar do tempo.


Sou apenas mais um,


sentado à beira do lago.




Foto de André Domingos, "Lost Soul" (Olhares)


quinta-feira, 24 de março de 2011

NOVAMENTE

Novamente,


amarfanhada a folha de papel.


Novamente,


dilacerado,


fragmentado


o meu poema.


Tão repleto de ti,


do som da tua voz,


da tua presença,


ainda mais da tua ausência.


Hoje, tudo perdeu a cor


e nada eu consigo olhar


de frente.




AUTOR DA FOTO: DESCONHECIDO

domingo, 20 de março de 2011

INSÓLITO

No meu sonho,
vejo-me criança.

Insólito,
não será eu jogar com o mar,
perseguir, feliz a espuma.
Dar nome às ondas e
ficar triste por não regressarem.

Insólito,
será todo este azul.
Azul indigo,
mágico.

Embrulha agora a minha noite.
Revela o meu nome à casa.
E, amanhã,
talvez pinte assim a varanda.


(Continua)


Foto incluída no Álbum "Indigo",
de João Mateus (Via Facebook)

sexta-feira, 18 de março de 2011

CONTRASTE

Não sei por que hoje não sonho.
Que intruso tomou conta de mim
e deixou os meus poemas em fragmentos?

Talvez porque a casa ainda não me conhece.
O meu nome é ainda um segredo,
um sussurro.

Talvez lho diga amanhã,
quando escancarar as portas e as janelas,
e estiver descalça,
na sombra da varanda.

Porque, nisso, não mudei;
gosto do contraste das sombras
e do contacto da pele com o chão.



Foto de Paulo Dias, Olhares
"Encontra o teu caminho"


(Continua)

terça-feira, 15 de março de 2011

INTRUSA

Ouço os gritos vindos do cais.
Sei que estás de volta.
Mas, desta vez, não partilharei
da alegria do teu regresso.

Não te procurarei na praia,
nem em qualquer outro lugar.
Não direi que te amo,
não te amarei na proa do barco encalhado.

Escapar-me-ei da tua memória,
silenciosa,
clandestina.

Uma intrusa,
novamente....

(Continua)


Foto de Graça Loureiro
"Breakable"
(Olhares)

quinta-feira, 10 de março de 2011

MOMENTO DE GLÓRIA

Se o amor é louco,
eu gosto dessa loucura.
Porque te quero só para mim
nesta insana possessão.

Não sei ilustrar
o que é descobrir-te no meu sangue.
Nem habitar o teu querer
e trazer-te para o meu
sem atraiçoar
as palavras.

Sei que corrompo o tempo
e iludo a noite
nesta demência ordenada.
Serei louca
para que atinja o meu momento de glória,
apesar de ter a vida em juízo....



Foto de Kimmie 1987
"My Immortal" (DeviantArt)

segunda-feira, 7 de março de 2011

SEM BRILHO

Sei que falta alguma coisa.
Brilho, glamour, paixão.
Nada disso há na solidão
em que o meu mundo se fechou.

Nunca me tinha apercebido
até que ponto a noite
pode ser solitária.
Como qualquer ruído é ainda mais intenso.

Lamento-me, eu sei.
E, as lágrimas?
São sinal de fraqueza....

Quem o diz,
nunca sentiu a dor que nos arranca a pele,
nos sufoca lentamente.

Sem glamour,
sem paixão,
sem brilho.



Foto de Phatpuppy "What holds me here" (DeviantArt)

sexta-feira, 4 de março de 2011

NADA

Hoje, não tenho nome.
Hoje, tenho muito a dizer,
mas pouca vontade para o escrever.

Estou na sombra da noite,
entregue às ironias da vida,
em que nada faz sentido.

Ou fará,
pois tão misteriosa como a noite
eu estou...
Daí, o meu nome não ser nada,
e nada se ler no meu olhar


Foto de Prismes
"Ophelia Colors" (DeviantArt)

quarta-feira, 2 de março de 2011

ENGANO

Já não sei quem sou.
Tornei-me num solitário,
num aventureiro.
No dia em que me deixaste.
No dia em que tudo se tornou um engano.

Sofro por ti,
com a mesma paixão com que te amei.
Mas agora nada é calmo,
nada é límpido.
E ao recordar os teus gestos,
o teu olhar,
fica a dúvida.
Não seria já o fim e não o li?

Não sei mais quem sou.
Não sei o que procurar.
Não sei o que acontecerá.



Foto "Rocking in Dreams" de FLOOWX3 (DeviantArt)