quinta-feira, 10 de março de 2011

MOMENTO DE GLÓRIA

Se o amor é louco,
eu gosto dessa loucura.
Porque te quero só para mim
nesta insana possessão.

Não sei ilustrar
o que é descobrir-te no meu sangue.
Nem habitar o teu querer
e trazer-te para o meu
sem atraiçoar
as palavras.

Sei que corrompo o tempo
e iludo a noite
nesta demência ordenada.
Serei louca
para que atinja o meu momento de glória,
apesar de ter a vida em juízo....



Foto de Kimmie 1987
"My Immortal" (DeviantArt)

7 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Também gosto de corromper o tempo e ilustrar a noite com desenhos de loucura, em palavras e momentos de glória!

R.B.Côvo disse...

É bom ser louco por uns momentos ao menos. Abraço.

Daniel Costa disse...

Marta

Efectivamente, o amor e louco. Como cantava o fadista: "não façam pouco, dessa loucura".
Beijos

Nilson Barcelli disse...

O amor é sempre louco?
Talvez...
Mas o teu poema é brilhante.
Gostei imenso.
Querida amiga Marta, desejo-te um bom Domingo e uma boa semana.
Beijos.

Secreta disse...

A loucura do Amor conquista-nos!
:)

A. Jorge disse...

Belo como nos habituaste!
Que bom ter voltado!

Beijos

Jorge

http://escarniosmaldizeres.blogspot.com/

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema de amor.

e por vezes um pouco de loucoura (saudavel) tb se aceita.

beij