domingo, 30 de outubro de 2011

DONA DO MUNDO

Sinto que te conheço desde sempre.
Talvez seja um absurdo; eu própria duvido.
Mas há qualquer coisa no teu olhar, no teu riso
que conspira com a minha pele
e não é só uma simples atracção.
É como se os 5 sentidos se tivessem entrelaçado,
partissem na busca dos teus
e aí se reescrevessem.
Sei o que me vais dizer,
adivinho quando me vais beijar
lentamente, oh, lentamente, amor
e quando em mim te deitas,
sou a dona do Mundo…

O autor desta foto é desconhecido

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

IRRESPONSAVEL

Beijo-te responsavelmente,
mas amo-te irresponsavelmente.
Não te confesso os meus sonhos,
mas solto os desejos.
Ás vezes, surpreendo-te com a minha ousadia;
outras, faço-te rir com a minha timidez.
Mas sei que sabes que te amo.
Responsável ou irresponsavelmente…

Foto de Julia Borodina, "Beautiful Feeling"
Art Limited
 
Dedicatória:
Para um amigo,
que gosta de mim irresponsavelmente

terça-feira, 25 de outubro de 2011

POÉTICO

Poderia falar-te sobre o mel dos meus lábios,
ou do calor do meu abraço.
Num texto extremamente poético,
num poema vulgarmente intenso.
Mas não o vou fazer,
porque basta olhares-me.
Como me estás a olhar agora.
Como sempre te pedi que fizesses.
Perdido nas histórias que os meus olhos escrevem.
Histórias de encantar, inacabadas
porque falam de amor,
que nunca se despede.
 
 

Do álbum de João Mateus "Silk on the Soul" (via Facebook)


quinta-feira, 20 de outubro de 2011

TOQUE DE SEDA

Continuarei a falar de amor.
Desse desejo insano com que
me enlaço em ti.
Do teu toque de seda na minha pele.
Do meu sorriso misterioso.
Nesse amor que sempre foi um mistério,
que a pele decifrou
lentamente e me deixou nua.
Por isso, falarei de amor,
mesmo que contigo já não o partilhe....
 

O Autor desta foto é desconhecido


segunda-feira, 17 de outubro de 2011

LABIRINTO

Esta noite,
deixa que seja eu a guiar-te
pelo labirinto do meu corpo.
Fechas os olhos se te pedir?
Com as mãos quietas?
Sem que uma palavra,
um som,
te distraía.
Quero que conheças o profundo do meu corpo.
Não como tu o conheces;
como eu o sinto.


Foto de Stanmarek


sexta-feira, 14 de outubro de 2011

DISSO

Hoje, escondo-te dos meus olhos.
Das histórias que te poderiam contar
sobre mim.
Sobre a paixão que se sussurra em mim,
todas as vezes que me tocas.
Porque é isso mesmo que quero que faças
- que me toques,
me faças sentir-te.
Como se a tua vida dependesse disso.


O Autor desta foto é desconhecido

domingo, 9 de outubro de 2011

A VERDADE DAS PALAVRAS



Escreve-me.
Escreve-me a verdade.
Nas tuas próprias palavras.
Não preciso que sejam sumptuosas.
Apenas tuas.
Leves, tranquilas, doces.
E cheias de Sol.
Porque tal é o amor
em que te retrato
e te sinto.


 
Foto do álbum "Digitial Mystery" de João Mateus (via Facebook)

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

DÓCEIS

Aprecia-me...
Com todo o desejo do teu olhar...

Procura-me...
Veste-me com o teu querer...

Completa-me...
Com esse beijo faminto....

Abraça-me....
Grita-me o teu amor....

Depois, cala-te....

Fica em silêncio....
Nesse silêncio de prazer,
que torna os nossos corpos dóceis....


Foto de Angelica

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

RAINHA SUPREMA

Acordo de um sonho,
em que fui a Rainha Suprema....
Mas ontem, senti-me uma vagabunda,
sem destino, sem nome,
sem paixão....


Hoje, tive um banquete farto...
Ontem, soube o que era a fome
e a sede...


O que significa ser-se Rainha Suprema?
O que diz a vagabunda?
Que tudo muda;
e a sorte é uma utopia.


Aqui....

Porque nos sonhos,
em que descansamos,
podemos sempre ser reis....



Foto de Gundabandi,  "Fragile" (DeviantArt)