sexta-feira, 29 de julho de 2011

BURLESCA

Esta noite, responderei
às minhas próprias perguntas
e cederei o meu papel de protagonista à Lua.

Não estarei em cena..
Estarei nos bastidores,
serei uma mera espectadora
da dança burlesca do Vento
e da Lua.

O que queremos esquecer???
O que escondemos
nessa dança frenética,
que nos cansa o corpo e a mente?

Foto de Jim Zuckerman "Ballerina

quarta-feira, 27 de julho de 2011

RAIOS DE SOL

Escrevo-te,
nos últimos raios do Sol…
Nessa hora mágica do dia,
em que te volto a ter só para mim
e me perco num labirinto
de sensações e emoções

Definir?
Descrever o que sinto?

É como parar o tempo
e deixar,
finalmente
o corpo respirar....


Foto de Alexey Yuzhakov

terça-feira, 26 de julho de 2011

RETRATO DA VIDA

O retrato da vida...
Com caminhos sinuosos,
dúvidas e coragem...
E falar de medo,
não é cobardia....
Se o próprio Hercules duvidou...
Se a árvore continua serena,
ali à beira do abismo...
Se não entrarmos em pânico,
podemos arriscar e atingir o topo...
O nosso próprio topo,
a meta que todos nós temos na vida...
E sentirmo-nos tão confiantes
e tranquilos como a árvore...



Autor desta foto é desconhecido


sexta-feira, 22 de julho de 2011

SEM TI

Talvez te esqueça um dia...
Mas não sei quando...

Não o vou assinalar no calendário
e decidir que aquele é um bom dia
para te esquecer.

Não posso....

Não é fácil caminhar na tua ausência...
Despir-me do teu desejo,
ou da chuva do teu olhar.
Ou libertar-me dos teus beijos profundos,
desejados,
ilimitados...

Não,
não te vou esquecer hoje.
Nem amanhã...
Talvez nunca te esqueça.
Aprenda só a viver
sem ti...



Foto de Markus Arns

domingo, 17 de julho de 2011

DOCES LOUCURAS

Segreda-me,
doces loucuras
ou loucos desejos.
Sem perguntas,
sem porquês.
Apenas a certeza
de que me queres amar
perdida,
apaixonadamente.

Tudo
ou nada interessa…
Quando os sentidos conspiram,
arrepiam a pele nua
e me fazem
desejar-te...
Descaradamente....


Foto de Haleh Bryan "I Wish I Could"

quarta-feira, 13 de julho de 2011

QUANDO

Posso continuar a falar na brisa.
Esquecer-me das palavras enterradas
na areia molhada,
onde volto a ser criança.
Procurar “beijinhos” e búzios,
fazer castelos de areia e gritar indignada
quando a maré subir e os conquistar...

Não deixei de te sonhar,
de te amar...
É apenas querer estar sozinha,
perder o olhar no horizonte e
reconciliar-me com os meus pensamentos...

Quando a maré regressar e a brisa me abraçar,
lembrar-me-ei das palavras,
sentirei a minha pele
e procurar-te-ei...
Vendo-te,
novamente,
por completo,
como parte de mim....



Foto de Gui Costa, "S/T" (1000 Imagens)

domingo, 10 de julho de 2011

EXACTAMENTE AQUI

Beija-me….
Aqui….
Exactamente aqui…
Devagar….
O mais devagar possível…
Para me saboreares
e ficares com o meu gosto na tua boca…
Horas, minutos, segundos….
Acordares amanhã,
ainda comigo em ti…
Beija-me…
Onde nunca pensaste
 beijar alguém,
algum dia…
Em silêncio…
Fechando os olhos….
Sentindo os meus lábios …
Num poema de amor…..

Foto de Jimma Travina

terça-feira, 5 de julho de 2011

APAIXONADAMENTE

Ninguém precisa de saber,
que deixei a imaginação voar com o Vento
e inspirei-me em ti…

Nos teus beijos no meu corpo nu,
no desejo ainda solto.
Como a chuva,
quando se afoga no mar
em noites de tempestade.

Gosto dessas noites…
É quanto te sinto mais meu…
Mais terno, mais relaxado,
mais cúmplice no abraço..

Pouco me importa se não houver Lua
e se amanhã não for um dia perfeito de Sol…
Todos os meus caminhos são os teus…
Apaixonadamente.....


Foto de Armene "Wall" (Deviant)

sábado, 2 de julho de 2011

PALAVRAS DE AMOR

Nada pode ser imperfeito,
se ainda repito, baixinho,
as tuas palavras de amor.
Se as sinto ainda como
uma carícia na pele....

Como posso apagar o desejo,
a paixão que vejo nos meus olhos?
Como posso não acreditar
no que diz o corpo transpirado,
saciado?
Quando tudo o que os olhos vêem
é o amor escrito no sangue.



Foto de Margarida Araújo "Temáticas: Sensibilidade à Flor da Pele" (1000 Imagens)