sexta-feira, 29 de julho de 2011

BURLESCA

Esta noite, responderei
às minhas próprias perguntas
e cederei o meu papel de protagonista à Lua.

Não estarei em cena..
Estarei nos bastidores,
serei uma mera espectadora
da dança burlesca do Vento
e da Lua.

O que queremos esquecer???
O que escondemos
nessa dança frenética,
que nos cansa o corpo e a mente?

Foto de Jim Zuckerman "Ballerina

9 comentários:

Ulisses José Da Silva disse...

Muito linda, tenha um bom domingo, beijos !!

Anita de Castro disse...

Aprender a ler nos gestos, no rosto, nas palavras àquilo que o coração não consegue expressar
DESCANÇO DA MENTE

JPD disse...

Queremos uma emoção, q.b.
Bjs, Marta

Daniel Costa disse...

Marta

O pensamento terá pairado no burlesco. Porém o poema parece-me, extremamente, bem esquematizado.
Beijos

Paixão Lima disse...

Pela dança amamos...
Pela dança morremos...
É a expressão corpórea do nosso sentir.
Gostei da dança.

Sofá Amarelo disse...

Oferecer o protagonismo à Lua é tê-la como aliada nas noites em que os corpos e as mentes estarão nos bastidores, talvez numa dança frenética ou talvez como meros espectadores...

© Piedade Araújo Sol disse...

um cenário onde a lua será plateia.

gostei!

beij

Secreta disse...

Escondemos, por vezes, a vida.
Beijito.

N. Barcelli disse...

Às vezes sabe bem ser espectador...
Excelente poema, gostei imenso.
Querida amiga Marta, tem uma boa semana.
Beijo.