quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

PLANOS



2016... vou começar o ano com muitas perguntas... 

Se vou ter todas as respostas, não sei... E não vou gostar de todas as respostas...

Mas isso é inevitável... os chamados " acidentes de percurso" para os quais nem sempre estamos preparados...

Temos que os confrontar e tentar estabelecer um plano de acção... 

Depois, continuamos a viver, às vezes com mágoas e dúvidas, mas espero que estejamos mais sábios...

A única coisa que sei sobre o hoje é que acabo o ano sem stress; pude controlar o meu tempo e dedicar-me às minhas paixões, aos meus prazeres.

Como estar ontem na Foz a observar o Vento a agitar as ondas e as gaivotas a voarem baixinho...

FELIZ 2016

domingo, 27 de dezembro de 2015

COM LUZ



Hoje, acorda-se com Sol...

Contrariando todas as previsões.... Está um dia bonito de Sol...

Hoje, não quero pensar em nada... 

Nem no dia de amanhã... Nem em 2016...

Porque a única coisa que quero é que seja diferente.... 

Mais calmo, com mais luz...

Talvez devesse pedir mais do que isso... 

Talvez devesse escrever uma lista, planear cada minuto dos dias... 

Mas onde estaria a surpresa? Onde estaria a alegria da descoberta?

Por isso, vamos descobrir 2016 COM LUZ...




segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

SEMPRE


Hoje, é a vez de Vivaldi...

E porquê? 

Preciso de ter esperança... Dançar de Alegria... Rir como há muito não rio...

Libertar no silêncio a paixão... Traçar caminhos e concretizar sonhos...

Vivaldi é a escolha possível... 

Em Janeiro e talvez em Fevereiro... Ainda é muito cedo para falar em Março...

Obrigada por estarem comigo... 

Hoje, amanhã... Sempre...




 

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

DEUS DO OLIMPO



Gosto da palavra "perfeito"...

Para me lembrar como sou imperfeita... 

Para esculpir aquele momento em que nos sentimos um Deus do Olimpo....

Essa é a minha definição de "perfeito"... 

Mesmo sabendo como a vida nos faz tropeçar, sangrar e gritar... 

Tenham um Bom Natal e sintam-se como um Deus do Olimpo...


terça-feira, 15 de dezembro de 2015

ENCANTADO





Hoje, deixo o Mundo incomodado… 

Porque bati com a porta e decidi que ninguém entra aqui, neste momento encantado…

Onde só a luz e a música respiram e eu respiro também…

Quando a música termina e olho o Mundo que espera que eu fale… não consigo…

Pois nada descreve a beleza desse momento encantado….




sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

TRANQUILA



Ah, Bach...

Vagueio por caminhos invisíveis.... Flutuo...

Esqueço-me...

Sou um poema que se escreve na escarpa... 

Uma águia solitária que sobrevoa o penhasco...

O mar que dança na areia da praia...

Sou tudo... Sou nada...

Estou tranquila...

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

FÉNIX


Chuva!!! Finalmente... 

Um dia de chuva para ser preguiçosa e instalar-me confortavelmente no sofá... 

E ler...

Ler sem interrupções aquele livro que despertou a nossa curiosidade e se comprou sem pensar duas vezes...

Para viajar pelo enredo... 

Viver a história na pele de uma das personagens e amá-la ou odiá-la para sempre...

Mas sobretudo reencontrar a magia de ser eu própria... 

Abstrair-me do Mundo e entrar numa outra dimensão... 

Não é que eu não goste de viver neste Mundo, mas, às vezes, preciso de me esquecer...

Algures nas páginas de um livro... Para renascer tal como a Fénix...



sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

LIMPA



A vida...

A vida continua a surpreender-me, revelando-me o lado mais sombrio das pessoas...

Não se escutam?... Não se vêem?

Não, fazem apenas grandes discursos... 

Egoístas... Arrogantes... Impiedosos...

E eu lembro-me apenas dos conselhos da minha Mãe... 

Que nunca quis seguir por os considerar fora de moda...

Mas o respeito, a boa educação, a diplomacia nunca estão fora de moda... 

Nem tornam a minha vida vazia ou errada...

Porque tenho a alma limpa....







terça-feira, 1 de dezembro de 2015

ENCONTRO



Esta noite, queria...

Brincar com o Vento... Entregar-me por completo à tua paixão...

Queria que tudo fosse diferente do que está a ser...

Não sei onde estás... Também não tenho a certeza onde eu estou...

Nem sei se te quereria amar assim... Tão amarga... Tão desiludida...

Esta noite, afasto-me do Vento... Afasto-me de ti...

E não sei onde me vou encontrar...



domingo, 29 de novembro de 2015

MOMENTOS



Hoje... acordei feliz...

Não sei porquê... E sinceramente não quero saber...

Quero apenas desfrutar destes momentos em que me sinto leve...

Sem mágoas... Sem ressentimentos... Sem desilusões...

Amanhã, o Mundo vai girar e contrariar todas as palavras que eu disser...

Mas, o hoje é só meu...




terça-feira, 24 de novembro de 2015

SORRISO



Esta é a história de um dia frio de Novembro...

De mãos geladas e vermelhas... Da procura frenética de luvas esquecidas algures...

De um autocarro que se atrasa e de exclamações frustradas porque tudo acaba de mudar...

E seria o dia diferente se o autocarro tivesse cumprido o horário?...

Não sei... Porque o importante é o agora... 

Este momento em que sinto o corpo descontrair-se... As mãos a falarem...

E o sorriso... escreve-se aqui...

Nas palavras que me dita....



domingo, 22 de novembro de 2015

A VERDADE



Dizem...
Dizem o quê de mim? Sabem lá o que é a verdade se persistem em a distorcer?
Porque é fácil apontar o dedo aos outros para camuflar as suas mentiras, os seus erros...
Talvez tenha realmente uma visão romântica do Mundo e da Vida.  
Talvez seja uma cabeça oca e o meu pecado seja deixar que me convençam que o sou... 
Mas que mal há em olhar as ondas do mar e sonhar que as domino? 
Ou que sou uma cor do arco-íris?
Muito melhor do que criticar os outros sem saber qual é a verdade...


quinta-feira, 19 de novembro de 2015

ÁGUIA



Bach...

Se me sentar na posição de Buda com as mãos pousadas no colo e fechar os olhos....

Desenlaço-me do corpo físico e posso voar...

Como uma águia...


segunda-feira, 16 de novembro de 2015

NADA




Dezembro... Natal... E eu?

O que posso dizer, fazer para encontrar no Natal a alegria de outrora?

Será porque o silêncio se torna pessoal demais e a alegria dos outros ofende-me?

Será crime confessar que estou em paz quando ouço Bach e choro com um cântico de Natal?

Porque é que não é Natal se me sentar com um livro no colo e viver intensamente a aventura que descreve?

Não sei... Falo com as minhas irmãs todos os dias... 

E não preciso de mais nada...




sexta-feira, 13 de novembro de 2015

ETERNAMENTE



Esta noite...

As palavras tropeçam umas nas outras; contam-me histórias inacreditáveis...

Sugerem a frase de abertura... 

Esperam pela luz, pelo brilho que reduzirá a noite a cinzas e as deixará viver eternamente...

Mas eu não consigo...

Estou cansada e triste... 

E quando grito para o ar " Perdoem-me "... as palavras ficam também em silêncio...




terça-feira, 10 de novembro de 2015

HORA MÁGICA



Esta é uma história que não quero acabar...

Porque tudo o que se escreve sobre o mar é mágico...

São memórias.... 

Sonhos... 

Paixões... 

Desejos...

São histórias que só as ondas sussurram quando se anuncia a noite...

Esta é a minha hora mágica... A minha história com o mar...

Num dia que quero esquecer... Numa noite que não vou ignorar...




domingo, 8 de novembro de 2015

A PIOR PESSOA DO MUNDO



Falhar... é humano...

O importante é o que se aprende e a forma como se avança depois... 

Porque temos que avançar...

O pior é quando não deixam e usam essa falha para nos humilhar, chantagear...

De repente, somos a pior pessoa do Mundo...

Mas a pior pessoa do Mundo é quem não respeita quem falha, quem não ajuda, quem ignora o grito mudo do olhar...

Sei que devia olhar para cima, seguir a viagem deste Sol de Novembro e sentir-me feliz...

Porque o pouco que tenho é meu... Verdadeiramente...

Mas sinto-me a pior pessoa do Mundo...

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

ELEGÂNCIA




… Que se fala da elegância…

A elegância das palavras quando definem o enredo da história…

Porque devem ser utilizadas com respeito… Com suavidade, mesmo quando contém dor…

É esse o destino das palavras… Amarem e deixarem que alguém as ame…

Todos os dias… Em todos os momentos de lágrimas e de alegria…

Ninguém merece, nem mesmo as palavras, receber a agressividade dos outros….



segunda-feira, 2 de novembro de 2015

FANTASMAS E DEMÔNIOS





Curioso ver como a vida nos modifica…
O que ontem era uma ofensa mortal, hoje ignora-se… 
Os outros estão tão cientes da sua verdade que se torna complicado explicar a nossa…
Às vezes, arrependo-me… 
Outras, até me congratulo por não ter cedido e comprometido os meus valores…
Há dias em que me torno a minha pior inimiga… Desisto de tudo, de todos, de mim…
E não consigo escutar ninguém… Lembro do quanto a minha Mãe me criticava por isso…
Mas sou eu quem tem que lutar com os meus fantasmas, com os meus demônios…
Hoje é um desses dias… 
Hoje, porque amanhã já terei vencido esses fantasmas, esses demônios...

 

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

SEDUZIDO



Sedução...

Tenho saudades de seduzir... de ser seduzida...

Num jantar tranquilo à luz das velas... 

Com uma rosa esquecida nas páginas do livro que leio...

Ou o bombom, chocolate amargo sem recheio, deixado descuidadamente na almofada...

Ou não faças nada...

Deixa simplesmente que a sedução aconteça...

Num beijo?... Num abraço?... 

Em qualquer gesto que te faça sentir... seduzido...




terça-feira, 27 de outubro de 2015

PARA LÁ DE



Esta noite... esconde-me... foge comigo...

Para lá da Lua... Para lá do Sol...

Para lá de tudo o que conhecemos e sentimos...

Como se pudéssemos dar forma aos nossos sonhos mais profundos...

Ser os amantes da história que todos queremos viver...

Esta noite... podemos fazer isso... 

Deixar que as nossas vozes, os nossos corpos dissipem toda esta angústia...

E amanhã?  Não tem qualquer importância hoje....


sexta-feira, 23 de outubro de 2015

APENAS A NOITE



Estou cansada... Estou triste...

Quero esquecer o dia... Quero sentir a noite...

Sem nada que ensurdeça os meus pensamentos... 

Sem vozes mesquinhas e arrogantes...

Não quero nada... Apenas a noite....


terça-feira, 20 de outubro de 2015

EU



Hoje quis fugir...

De mim, do Mundo... 

Mas ir para onde se tudo o que preciso é ver claro?

Fechar os olhos por um momento e deixar que a mente se eleve acima do nevoeiro...
Respire profundamente e guie, então o olhar até ao limite do horizonte...

Aí, sei que vou encontrar paz e palavras... 

Para me reescrever... Para me inspirar... Para voltar a ser eu...





sexta-feira, 16 de outubro de 2015

LAMENTO



Lamento...
Lamento imenso não ser quem queria que eu fosse...
Mas devia saber que só posso ser eu...
Com os defeitos de que tanto fala, com as paixões que não compreende e os sonhos que tanto critica...

Lamento imenso...
Mas esta sou eu... e só posso viver segundo a minha verdade, mesmo que lhe pareça egoísta...
Porque, sabe, já cometi a tolice de ser quem não era e ainda hoje, a espiral dessa dor, dessa escuridão me magoa... 
Atormenta-me... Rasga-me a pele, a alma...

E pergunto-lhe... 
Para quê? Continuo a não fazer parte do circulo onde tanto queria entrar...
Mas outro abriu-me as portas... Acolheu-me... Acarinhou-me...

Por isso, peço-lhe...  

Não, afinal não lhe vou pedir nada...



segunda-feira, 12 de outubro de 2015

SORRIR



Sonho acordada...

Divago nas horas solitárias da madrugada... 

Mas não me sinto sozinha... Acordo com um sorriso... 

Mesmo que nada me faça sorrir depois....


quinta-feira, 8 de outubro de 2015

URGENTE





Não sei o que é urgente...
Perdi a noção do tempo
Abro, fecho portas
Procuro... não sei o quê...
E volto ao ponto de partida,
esquecida numa escuridão atroz...



terça-feira, 6 de outubro de 2015

O PERSEGUIDOR




Tenho saudades de falar com o Vento... 

De sentir o meu grito embrulhado no seu sopro... 

E dessa paz que me acaricia quando o faço...

Mas o Vento, hoje, não me escuta... Espreita pela frincha e foge...

Como se alguém o perseguisse...  Mas quem? 

Se é sempre o Vento o perseguidor...





sábado, 3 de outubro de 2015

AOS OUTROS



Às vezes, convenço-me de que sou inútil...

Deixo que os outros me convençam disso... Mas depois olho-os... 

Vejo-os... Abertamente... 

Presos na inutilidade, na culpa ... Que é sempre dos outros...

Também tenho as minhas culpas... Mas há muito que deixei de culpar os outros...

E faço o que me faz sentir útil... A mim... Aos outros...





terça-feira, 29 de setembro de 2015

VIVA




Esta noite...

Fala comigo... Não importa o quê...

Faz-me esquecer a injustiça do dia...


Faz-me sentir viva...