terça-feira, 1 de dezembro de 2015

ENCONTRO



Esta noite, queria...

Brincar com o Vento... Entregar-me por completo à tua paixão...

Queria que tudo fosse diferente do que está a ser...

Não sei onde estás... Também não tenho a certeza onde eu estou...

Nem sei se te quereria amar assim... Tão amarga... Tão desiludida...

Esta noite, afasto-me do Vento... Afasto-me de ti...

E não sei onde me vou encontrar...



2 comentários:

Sofá Amarelo disse...

E se esta noite não houver vento? Talvez não seja preciso afastar dele nem de ninguém talvez esta noite não seja assim tão amarga nem tão desiludida... talvez porque tudo pode ser diferente...

heretico disse...

belo e terno poema...

beijo