domingo, 30 de janeiro de 2011

SÓ PARA MIM

Há tanto a dizer....

Tanto para te dizer,
mas as ideias estão desordenadas,
desorganizadas....

Como a minha vida.

Não o teu beijo,
ainda quente nos meus lábios.

Não o teu cheiro insinuante.

Nem o teu toque no meu corpo.

Se eu fechar os olhos e o desejar muito,
talvez fiques aqui comigo.

Hoje, o dia inteiro.

Só para mim....


Autor da foto: Desconhecido

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

SEGUNDA PELE

Hoje,
não quero saber de ninguém...

Quero saber do teu eco..

O teu eco enrolado em mim
como uma segunda pele....

Já não sei nada....

Tão seduzida eu estou já....

Pelo eco dos sentidos...




Autora da foto : Joanna NowaKowska

Nota: Jogo poético com a palavra "eco".

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

DESEJA-ME

Quando te deitares,
pensa em mim...

Não como me desejas,
mas naquilo,
que em mim,
te faz sorrir.

A forma como apoio
o queixo na mão.
Como mordo o indicador
quando estou nervosa.
E a mania que tenho de o erguer
e achatar o nariz.

Como sou mimalha, às vezes...
e a minha primeira reacção é
sempre dizer não.....

Contudo, quando te beijo, beijo-te.
Com verdadeira paixão.
E, aí, quero que
apenas me desejes!



Foto de Graça Loureiro, "(Re)Born" (Olhares)

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

ORGULHOSAMENTE

Se quiseres,
posso falar sobre os sonhos.

Sobre as memórias fechadas
num silêncio ventoso.

Porque ainda não falei sobre elas,
ainda as trago no coração..

Magoam-me...

Não estou orgulhosamente só;
estou dolorosamente só....

E fugo com o vento...

Foto do álbum "Palacio de Sueños" via João Mateus (Facebook)

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

O MESMO PERFIL, DUAS HISTÓRIAS DIFERENTES



Esta noite, estarei no centro do palco.
De perfil,
com um único foco de luz.

Não olharei o público,
de frente,
olhos nos olhos.

Olharei para o chão,
como se lá estivesse escrito o destino.
O meu destino.




Não quero olhar para ti.
Tudo o que verás,
tudo o que quero que vejas,
é o meu perfil.

Adivinha-me os pensamentos,
Porquê o preto e o branco?

Tenta..

Não digas que não sabes,
que não podes....

Não vou acreditar.....


Foto de Graça Loureiro, "Baby, I'm a fool" (Olhares)

sábado, 15 de janeiro de 2011

ÚNICA

Prometi,
escrever uma história nua sobre a Lua.

Mas não sei por onde começar a despi-la.

Se deve ser a personagem principal
ou apenas cúmplice de amores secretos.

Já ouvi histórias demais
sobre amores contrariados....
E a minha???
Quero que seja única.

Tão nua como a imagem
que a despe...





Foto "Mis Lunas" de Beatriz Hidalgo Art (via Facebook, álbum João Mateus)

NOTA: Um jogo poético com a palavra "despir"

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

DE TI NAQUELE MOMENTO

Despe-me suavemente.
Ama-me ternamente.

Sem palavras,
porque as esquecerei,
nunca as poderei repetir.

Porque só me lembrarei de ti.
Naquele momento...


Foto de Graça Loureiro, "Serene" (Olhares)

sábado, 8 de janeiro de 2011

BRAÇOS ABERTOS

Aguardo-te.

Vestida nos tons da cidade,
num dia de chuva violenta.

Aguardo-te.

De braços abertos,
com a lembrança do teu toque
no meu corpo.



Foto de Graça Loureiro, "Fever" (Olhares)

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

AINDA MAIS

Se os olhos beijam e falam...
Se seduzem e conquistam...

Oho-te,
agora,
silenciosamente.

Para que me escutes,
sintas ainda mais
o mundo que se abre em mim...

E te escondas comigo...



Foto de Hugo Macedo, "Upside down" (Site: Olhares)

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

DESCARADAMENTE

Descaradamente...

Liberta-me no teu sonho.

Desenha-me no teu olhar.

Atreve-te.

Envolve-te em mim.

No meu corpo,
já perdido em ti.


Foto de Francine Von Home (via Net)

domingo, 2 de janeiro de 2011

EM VERMELHO

Deixo-te
um último desafio na neblina da manhã...

Escreve,
no vidro embaciado as palavras
com que te seduzo...

Esconde-te na minha pele
e deixa-me sentir
o teu calor...

Deixa as tuas palavras
simplesmente
fluírem....

Em vermelho....



Desconheço o autor da imagem, recebida por e-mail...