sábado, 8 de janeiro de 2011

BRAÇOS ABERTOS

Aguardo-te.

Vestida nos tons da cidade,
num dia de chuva violenta.

Aguardo-te.

De braços abertos,
com a lembrança do teu toque
no meu corpo.



Foto de Graça Loureiro, "Fever" (Olhares)

7 comentários:

JB disse...

E que bom é saber que alguém nos espera de braços abertos...

Beijinho

Sofá Amarelo disse...

Braços abertos são a melhor mensagem, o código perfeito, que se pode transmitir através dos tons da cidade, mesmo que num dia de chuva violenta... porque é de braços abertos que nos vem à lembrança o som suave do toque...

Machado de Carlos disse...

Espero tanto por aquele momento. Por aquelas horas de amor tão prometidas!...

Nilson Barcelli disse...

A espera de braços abertos é a que melhor sabe na chegada...
Excelente poema, querida amiga. Gostei imenso.
Boa semana, beijos.

uminuto disse...

assim se veste a paixão
beijo e bom ano

Secreta disse...

Aguardar...por mais momentos felizes.
Beijito.

avlisjota disse...

Abra-mos os braços e aguardemos o colorir da chuva que corre cristalina no rio que aconchega o corpo...

Lindo!

Bjs José