quinta-feira, 26 de abril de 2012

ESCURIDÃO


Por vezes,
a tua ausência
é uma dor dorida.

Atroz
Pesada
Escura como a noite
que beija a janela.

Quando não estás, amor
não consigo acender a luz.
Não consigo
olhar-me nos olhos,
encarar toda a angústia
que me estrangula a voz.

 
Quando não estás, amor
não me acendem as promessas de palavras,
nem a doçura perfuma o ar.
Há só as sombras no manto envolvente da escuridão


PINTURA “SLEEPING BEAUTY”



quinta-feira, 19 de abril de 2012

PALCO


A noite é o palco
onde te mostro
a tela do meu desejo
e me encontro em ti.

Mas há noites
em que me sinto banal,
tão banal,
que tapo o espelho para não me ver,
para não me sentir.

Prefiro, então,
que o palco seja teu
e te desenhes na tela já rubra
do meu desejo
e te encontres
na puta e na deusa que há em mim.




AUTOR DA FOTO PASCAL RENOUX

domingo, 15 de abril de 2012

CAMINHOS DO CORPO


Acordo
no silêncio do teu corpo
O teu cheiro enlaçado em mim


Sinto
o teu prazer inflamado
Nos caminhos do meu corpo


Guardo-te
No abraço vivo da memória
Na minha noção difusa do tempo



AUTOR DA FOTO: ANDREJ MALINOWSKY “FEMME ASSISE”

domingo, 8 de abril de 2012

DELIBERADAMENTE


Hoje
Nada tem limites
Nem mesmo o toque



Touch”
Pronuncio-a
Lentamente


Deliberadamente


Para que a sintas
No prazer do teu corpo

Foto de autoria de Carnish

quarta-feira, 4 de abril de 2012

INDECENTES

Escreve-me
Nas horas indecentes da noite


Com palavras impróprias
Fala-me de intensos desejos


Liberta-me
De sonhos impossíveis


Sê apenas
meu cúmplice no prazer


Indecorosamente



FOTO DE JIM ZUCKERMAN