domingo, 15 de abril de 2012

CAMINHOS DO CORPO


Acordo
no silêncio do teu corpo
O teu cheiro enlaçado em mim


Sinto
o teu prazer inflamado
Nos caminhos do meu corpo


Guardo-te
No abraço vivo da memória
Na minha noção difusa do tempo



AUTOR DA FOTO: ANDREJ MALINOWSKY “FEMME ASSISE”

6 comentários:

AC disse...

Marta,
É bom que fiquem memórias nos caminhos do corpo, mas melhor ainda é percorrê-los.
Sempre inspirada!

Beijo :)

Sofá Amarelo disse...

Quando os caminhos do corpo se cruzam com o caminhos da mente, os silêncios revivem memórias dos cheiros e dos prazeres inflamados guardados num tempo difuso mas... vivo!

Anita de Castro disse...

A Essência e o Ser,no abraço vivo da memória...um beijo Marta

© Piedade Araújo Sol disse...

memórias e aromas que ficam.

beij

Daniel Costa disse...

Marta

De memórias e de Histórias também se vive, já que a vida tem o ontem, o hoje e o amanhã.
Beijos

tecas disse...

Querida amiga Marta, sensualmente belo, este seu poema. Um dos que mais gostei. Soberbo!
Beijinho e uma flor.