quarta-feira, 29 de setembro de 2010

ESTRANHO

Estranho nunca ter escrito sobre
o que é estranho.
Amar-te como te amo,
e nunca pensar que tal aconteceria.
Sonhar, sim,
desejar, também.
Mas sentir toda esta sofreguidão,
todo este descobrir do que a
minha alma insinua ao meu corpo...
É estranho...


Foto de Manuel Madeira "Naufraga" (Olhares)

domingo, 26 de setembro de 2010

QUERER MAIS

Sonho demais e talvez não devesse
confiar tanto no tempo.
Em que te amo loucamente, em que
me sinto confusa por ser finalmente eu.
Mesmo assim, não me convenço de que
te amo como sempre desejei
e sinto em ti a resposta que sempre sonhei.
Não me atrevo a querer mais.


Foto enviada por João Mateus, "Women another vision" (via Facebook)

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

PRESA

Gosto de me sentir presa no teu abraço,
de te sentir bem meu.
Com a minha boca entreaberta,
a deliciar-se uma vez mais com
o cheiro da tua pele.
Adormeço, embrulhada em prazer.
Acordo, os meus sonhos e os meus desejos
descobertos


Foto de Alexander Kharlomov "Lips" (Olhares)

Há muito que não danço comigo.
Afasto-me dos meus próprios segredos.
Desconverso, sorrio.
Lamento o meu próprio silêncio, mas
não o interrompo.


Foto de Manuel Madeira "Bom dia....Alegria" (Olhares)

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

SEM LIGAÇÃO

Há poemas de amor em que os
sentidos mergulham por completo
e se fundem num novo poema.
Por vezes, passo-o ao papel;
outras, fica escondido nos beijos
descarados com que te sonho.
Na nudez com que te brindo,
nessa sensualidade que brota de mim.



Não, não digas nada.
Não faças barulho;
páras se ouvires
os passos de alguém.
Ninguém pode saber
que te estou a raptar.
Que enlouqueci subitamente
com o desejo
de te ter em mim
e tenho que estar longe
de tudo.
Levo-te, aos tropeções,
pelo caminho da praia.




1ª Foto de Mcpial "À flor da pele"
2ª Foto de Jorge Nelson Silva "Segundos a Cores"
Ambas do Site "Olhares"

terça-feira, 14 de setembro de 2010

NAS PORTAS DA MINHA ALMA

É nas portas da minha alma
que te encontro.
É aí que perco o Norte
do meu desejo e discurso
no teu suor.
Com a minha perna a procurar a tua,
a tua mão na minha nuca,
os meus olhos ocultos no teu olhar.
Não sei nada,
sinto tudo.


De Karina Andrea Battagliero (via Facebook através de João Mateus)

domingo, 12 de setembro de 2010

INSPIRAÇÃO

Continuo exilada em mim,
sem saber se me guardas em mim.
Deslizo a mão por onde passas
em noites em que te provoco;
noutras, só te inspiro.
E, nesses noites, em que relembro
o teu corpo e o teu beijo,
nego-me ao sono e reedito-te
na minha pele.



Foto de Zemotion "Obsession" (DevianTArt)

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

DESCONFIADA

Hoje não me sinto erótica.
Disfarço-me na sombra
e deixo que o Vento
me varra do teu caminho.
Hoje, o Mundo só me contraria
e arrasto os pés,
solitária, desconfiada.
Hoje, estou incapaz de te sorrir,
de te seguir,
mas quero amar-te.





Foto de Mcpial `"À flor da pele" (Olhares)

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

GRITO DE PRAZER

Vestes-me na sombra do teu sonho.
Conquistas-me na cor do teu desejo
e amas-me no momento em que
o Sol e a Lua disputam a primazia
da Luz.
Não tenho medo da sombra, mas
gosto de sentir a cor a ressoar
na minha pele quando derrapas
em mim e te identificas com o
meu grito de prazer.



Foto de Mcpial "À Flor da pele" (Olhares)

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

ANÓNIMO

Quando entrar  no teu castelo,
estarei descalça.
Gosto de deixar pegadas,
de ver como as ondas as conquistam,
e saber que, algures,
se cruzam com outras,
de alguém tão anónimo como eu.

Não me importo de o ser
e ser apenas um rosto.
Mas gosto
que se lembrem do meu nome.


Foto de Mcpial "À Flor da pele" (Olhares)