quarta-feira, 8 de setembro de 2010

DESCONFIADA

Hoje não me sinto erótica.
Disfarço-me na sombra
e deixo que o Vento
me varra do teu caminho.
Hoje, o Mundo só me contraria
e arrasto os pés,
solitária, desconfiada.
Hoje, estou incapaz de te sorrir,
de te seguir,
mas quero amar-te.





Foto de Mcpial `"À flor da pele" (Olhares)

6 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Para amar não é obrigatório sorrir, basta que a cumplicidade se entrelace nos corpos e nas almas! O sorriso virá depois!

avlisjota disse...

"Disfarço-me na sombra
e deixo que o Vento
me varra do teu caminho."

Excelente Marta, parabéns!

José

LOURO disse...

Olá Marta!

DESCONFIADA-Hoje não me sinto erótica,estou incapaz de te sorrir, de te seguir,mas quero te amar. Lindo!!!

Beijinhos de carinho e amizade,
Lourenço

pin gente disse...

porque o amor também pode estar triste

um abraço especial, marta!
luísa

uminuto disse...

há dias assim! repletos de uma estranha melancolia
um beijo

Daniel Costa disse...

Marta

As tuas fantasias poéticas de cariz intimista, são maravilhosas, para o meu gosto.
Beijos