quarta-feira, 30 de março de 2011

I DESAFIO DO ANO


Inspirem-se na foto...

Improvisem palavras encantadas...

Escrevam uma história mágica...

Original...

Sem começar com "Era uma vez"...

A minha história aparecerá depois...

Até já....



Foto incluída no álbum de João Mateus "Mundo Mágico" (via Facebook)


Texto enviado por Álvaro Lins do blog "A Sombra que me persegue"

Título "A importância das cores"

Quando terminou de atender a última cliente sentia-se cansado. Ouvir sempre as mesmas histórias de vida, os mesmos lamentos e frustrações, por vezes deixava-o exausto. Era nesses momentos que acendia um cigarro e os seus olhos se fixavam no quadro que tinha em frente da secretária; não sabia se eram as suas cores fortes que o atraíam, ou qualquer outra coisa indefinida. Mas foi ao ver aquele tom violeta que se decidiu.



Sabia que tinha de partir; sempre assim fora. Já há muito tempo que era penoso para ele manter uma relação na qual se sentia a mais. Estava decidido; deixava-lhe uma carta a explicar a sua partida.


Sentou-se e começou a escrever: minha querida: o que outrora foi amor entre nós, transformou-se numa coisa diferente. Estamos fartos. Acendeu um cigarro e colocou a caneta em cima da folha. Recorda algumas tardes, quando se encontravam depois do trabalho.


O dia cansativo tinha terminado. Toda a expectativa findara. Agora estavam sozinhos, os dois, como homem e mulher; sem amargura ou desespero. Uma calma fascinante caíra sobre eles. Estavam em paz e viviam a ocasião rara do prazer total. Não trocavam uma palavra, nem era preciso. Os dedos deles, os seus lábios, os seus corpos falavam de uma maneira mais maravilhosa do que nunca.


Acordou com a brisa fresca que lhe percorria o corpo e viu que o ar do mar fazia enfunar a cortina da janela. O tempo já não era suficiente para eles. Olhou para o quadro e mais uma vez o tom laranja lhe chamou a atenção. Rasgou a carta iniciada e levantou-se fechando a porta atrás de si. Ao chegar à rua acendeu outro cigarro.

6 comentários:

R.B.Côvo disse...

Já escrevi a minha. Abraço.

Álvaro Lins disse...

Olá Marta - Eu até escrevia uma história inspirada na bela foto, mas tu lês o meu blog, sabes que só escrevo histórias tristes!
Bjo

© Piedade Araújo Sol disse...

semeio palavras
por vezes sem cor
sem alegria
com dor
semeio palavras
e
colho (por vezes)
um arco iris de cores

um beij

Álvaro Lins disse...

Olá Marta - Carago, tu dizes que és uma mulher do Norte. En(b)ia-me um email, sff para combinarmos isso do conto.
Abraço

valquiria calado disse...

As cores da primavera, chegando e expulsando o inverno...

*..`♥"'..♥*....♥*....♥*....♥*....♥*..

A vida se renova a cada amanhecer...
e Deus nos concede a oportunidade de recomeçar sempre!

http://valvesta.blogspot.com

A vida se renova em cada sorriso...
e sementes de ternura, amor e esperança vão sendo espalhadas!

"Não vos conformeis com este mundo,
mas transformai-vos pela renovação do vosso espírito".
(Rm 12,2)-

http://hanukkalado.blogspot.com/

Bom fim de semana, beijos
*..`♥"'..♥*....♥*....♥*....♥*....♥*..

Sofá Amarelo disse...

A foto é tão cheia de motivos que vai me obrigar a "levá-la", analisá-la, pensar nela ... e só então responder por palavras ao desafio... mas lembra-me à partida uma calma fascinante...