segunda-feira, 10 de julho de 2006

TEIA DE ARANHA



Diz um provérbio japonês que as palavras são como "uma teia de aranha".

Paciente, a aranha cruza linhas, constrói um labirinto perfeito,
que, no entanto é frágil e mortal...

Atraindo as presas, desprevenidas,

crava o veneno e assiste impávida à sua morte....

Como um punhal.....

Interrompendo o ciclo da vida....

Por instinto ou por prazer?

Para sobreviver?

Talvez nem a própria aranha saiba – apenas tece uma teia, embelezando- a..

Tal como há pessoas, que desconhecem o significado e corrompem a beleza das palavras..........

6 comentários:

Ant disse...

as palavras "leva-as o vento" (?).
às vezes sinto a falta delas - ditas - o som faz-me falta, como os olhares, os odores, as cores.
Claro que era par te rires.
Beijo

o alquimista disse...

As palavras repetem-se no tempo, algumas são "mantras" que influenciam os sentimentos...

Um doce e terno beijo
"O ALQUIMISTA"

125_azul disse...

Bem vinda para o jantar, disse a aranha à mosca...
Não conheces pessoas assim? Creeeedo! Beijinhos (tenho a certeza de que és bela sim!)

lazuli disse...

Quando menos se espera, as palavras atingem-nos como punhais - passe a expressão. São espinhos, mas também são rosas. A palavra não será tudo..mas é quase.
Teias onde nos enredamos, as palavras nem sempre traduzem a verdade, traduzem muitas vezes o que se quer que elas traduzam.

Beijos, Marta

Pitucha disse...

Eu sabia que as palavras eram como as cerejas! Mas é verdade que também podem ser uma teia de aranha!
Beijos

BFC disse...

qual aranha tecendo a teia, tb tu tece os teus posts com palavras umas vezes duras outras vezes doces tentando apanhar na tua teia o lado bom da vida, aquele lado q nos faz sorrir e mesmo chorando nos traz felicidade