quinta-feira, 20 de julho de 2006

ANDORINHAS E HISTÓRIAS



A andorinha pousou no beiral e ficou a olhar para mim, enquanto eu tomava o pequeno almoço.

Sempre solitário, sempre rápido...

Não aceitou as migalhas que lhe estendi;

nem a água fresca– apenas olhou para mim, enigmaticamente.

Pareceu-me hesitante, como se tivesse algo a dizer-me e não soubesse como...

Ou talvez quisesse que eu lhe contasse uma história,

uma história que eu sonhei contar ao meu sobrinho e

nunca pude fazer, porque ele cresceu longe de mim...

Não tive uns braços rechonchudos a enlaçarem-me as pernas

e a exigiram a minha

atenção total

e as minhas histórias – conto-as aqui...

A quem as quiser ouvir...

Até à andorinha, a quem soprei um beijo à laia de despedida...

Ela abriu as asas então e voou,

devolvendo-me um pouco a magia, que eu julgava ter perdido....

6 comentários:

Sandra disse...

Gosto tanto de ler os teus textos...
Que pena não ter contado as histórias ao teu sobrinho...é maravilhoso!!! Fiquei agora com saudades da minha filhota!

Beijos

a lice disse...

Olá!

A mini-saia preparou-te um post! Desculpa só agora ter respondido, mas não tenho tido tempo para dar resposta a todas solicitações!

Espero que esteja do teu agrado!

Beijinhos.

125_azul disse...

Também tenho histórias guardadas à espera de serem contadas, mas hoje não é um bom dia... Beijinhos

Para ti disse...

Ainda bem que encontraste um pouco de magia...mas olha, procura bem, que há mais por aí...:)
Um beijo para ti

Pitucha disse...

Espero que o teu sobrinho leia esta história!
Beijos

Su disse...

As vezes afasto-me, mas sempre que volto leio-te tudo! E cheia de vontade! Linda...

:)