terça-feira, 4 de julho de 2006

FLAMINGO



Engulo as lágrimas e seguro no pé esquerdo, erguendo a perna até ao máximo, tentando manter o equilíbrio.

O equilíbrio é importante nas aulas do Yoga e o objectivo é conhecer os limites do nosso corpo....

que, ontem não alcancei, porque me sentia esgotada

pelo turbilhão de sensações e sentimentos que cruzavam a minha alma e
feriam o meu corpo...

Não mantive, por muito tempo a posição de flamingo...

Nem o consegui visualizar, majestoso e tranquilo, apoiado numa
só perna, no meio do lago....

Só me lembrei da cor....

Rosa.......

Suave e delicado....

10 comentários:

o alquimista disse...

Suave e delicado é o equilibrio da vida, do pensamento, do sublime movimento do pendulo...

Um doce e terno beijo
"O ALQUIMISTA"

Velutha disse...

Cor delicada de uma ave também muito gentil. Nem sempre conseguimos atingir o que nos propomos, outros elementos, exógenos, se sobrepõem.
Um beijo

AS disse...

A aparente insegurança da ave até á delicadeza da sua cor!...

Um beijo meu...

Teresa David disse...

Achei bastante interessante esta analogia entre o flamingo e a procura do nosso própria equilibrio. Cheguei a si via Frog, pois vou expor a partir de 23 de Julho ás 18h, dia da inauguração, tapeçarias e aguarelas no Clube Literário do Porto. Como vi que era tb do Porto, eu não, sou de Lisboa, e vou de armas e bagagens para o Norte, logo se puder ir até lá, teria mto prazer em conhecer a autora deste belo post. .
Um abraço
Teresa David

Pitucha disse...

Andamos à procura do equilíbrio possível.
Claro que não vamos perder a rosa.
Beijos

a lice disse...

Só mesmo o flamingo para conseguir manter a postura por tanto tempo...:)

Beijinhos.

125_azul disse...

sabes que o flamingo dobra o joelho "ao contrário"? Flamingo é o bicho-símbolo do meu casamento... tem a ver com lua-de mel numa praia de flamingos Para a vida permanecer cor-de-rosa! Obrigada! Pelo flamingo que me trouxe memórias boas e pelo miminho na melguinha, ela merece!

BFC disse...

o equilibrio é algo que se deseja mas quando se o tem é porque se entrou na monotonia. Limpa as lágrimas e abre os olhos aos flamingos que de forma desengonçada dançam no horizonte. Algures no voar de um deles está a felicidade e no bico a incerteza do desiquilibrio. ;)

Ant disse...

Estás quase lá. Um dia destes sem esperares o teu equilíbrio vai durar as horas que quiseres.
beijo

Su disse...

Lindo... palavras lindas estas...
sei q custa, sempre custou sempre vai custar... como o outro diz, "O amor é fodido", sei q é frase dificil de tao crua ser, mas na realidade é como a vida se mostra ás vezes, o que o amor pode ser ás vezes... e doi pra caneoc, eu sei... quem n o sabe, n viveu ainda o suficiente!

Já compras-te o livro?
Vai, sai dai, vai tomar um café e aproveita e começa logo a ler o dito...

Não é a solução, mas ajuda a ver o caminho p ela.

Beijo.