quinta-feira, 2 de fevereiro de 2006

MEIA PALAVRA


Pode beber o chá que quiser, mas continua a ser "malcriada"!
Pelo menos, segundo o que me ensinaram
parar para escutar e tentar descobrir
com quem falo
quando o meu telemóvel (privado) toca
é sinal de má educação e falta de respeito.
A minha vontade é tapar o bocal e
perguntar com um sorriso irónico
"Precisa de alguma coisa?".
Mas, e como já disse aqui algures neste blog,
há pessoas com quem não devemos perder tempo
ou dar oportunidades.
Como dizem os ingleses, cheguei ao "end of the line"
e se bem que saiba que
falam de mim nas minhas costas,
limito-me a ignorar,
porque aqui
a generosidade não tem lugar.
O que não quer dizer
que eu não vá continuar a ser
"generosa" e "bem educada",
porque é nisso que acredito.
Como acho que não devo descer de "nível"
para que os outros entendam a mensagem....
A mensagem é muito clara
e diz-se
"para bom entendedor meia palavra basta".
Só não entende quem não quer..........

2 comentários:

zezinho disse...

Diria que a "Boa educação" não passa de um mero conceito retórico.
Mande-os/as mesmo bugiar.

P.S.Faço parte do grupo de amigos que mantém o "convewrsasdexaxa", embora tenha o meu próprio blogue, ainda que - será anti-democrático? - com os comentários fechados.

Peter disse...

Normalmente a minha resposta é:

"vai dar banho ao cão" ou "vai-te coçar"

Tive um chefe, excepcionalmente inteligente ( o que é raro ... ) que dizia haver sempre maneira de chamar "burro" a outra pessoa e desta até lhe agradecer. LOL