segunda-feira, 27 de fevereiro de 2006

COMO UM CONTO DE FADAS

Não, hoje não falarei de amor!
Porque hoje sinto-me como a princesa dos contos de fadas encurralada na floresta encantada!
Porque sinto que as árvores se aproximam cada vez mais de mim para me esmagar e eu não encontro o caminho, que há algures para leste e que me
levará de volta à luz.
A
luz que lutei tão arduamente para manter acesa e que querem agora apagar, semeando discórdia, desconfiança, incerteza, mal-estar.
E sinto que o azul começa a fechar-se sobre mim, a dominar cada um dos meus passos e o único azul que posso permitir que haja na minha vida é o azul do céu.
Se mergulhar nesse azul, poderei não ter forças para voltar ao caminho que tracei….
O caminho onde me sinto feliz, onde consegui vencer parte dos meus medos e esquecer as minhas lágrimas…
Por isso, hoje vou “fugir”, não como cobarde, mas para arrancar de cá de dentro novo força para lutar…
Sozinha novamente, porque tu não estarás cá….
Não, hoje não falarei de amor, porque “morreu” quando tu desapareceste!

2 comentários:

Luis Capucho disse...

Olá sou o Luís Capucho, trabalho em Nutricêutica e estou a tentar divulgar o meu blog, sejam bem-vindos. Gostei da sua sensibilidade

Marketeer disse...

Algumas dezenas de blogonautas já visitaram a Geração VN e a História e Património da cidade alentejana de Vendas Novas.

Visitem-nos também. Passem por lá!

Até já!