segunda-feira, 12 de junho de 2006

O BEIJO


Dedicado a alguém que o saberá


Ontem, pensei em ti...
E, depois ralhei a mim mesma, porque escavei numa ausência que me foi imposta e sobre a qual não me pediram opinião.
De ti resta-me apenas o nome, porque nem das tuas feições me lembro já e mesmo o teu nome, o tempo esbateu-o e transformou-o num pó cinzento ...
Que, por vezes, me faz espirrar quando, ao navegar pela desarrumação dos papeis, encontro folhas escritas por ti...
Que amarfanho numa bola e depois, rasgo em mil pedaços que o vento, que entrou sorrateiro, espalha maliciosamente, pelos cantos do quarto só pelo prazer de me ouvir gritar de frustração........
Não, não vou escrever um diário, como é moda, sobre a tua ausência, porque deixaste de ser importante...
O sol hoje trouxe-me o beijo de alguém, que está perto, tão perto que ao acordar, sinto que me toca levemente na mão....
Como para me assegurar que posso sempre tropeçar e cair no seu abraço
.........

5 comentários:

Ant disse...

Esta lua cheia primaveril está a trazer vida renovada. É de aproveitar a maré e deixar que o futuro se cumpra.
Um beijo e um Xi.

AS disse...

Marta... oxalá tropeces!...:))

Beijosss

Pitucha disse...

Tudo de bom para ti! Sobretudo sem espirros por causa do pó cinzento!
Beijos

BijouxKa disse...

Wow :)))
O passado fica lá onde pertence e viva o futuro... pelo menos com esperança :)

Beijinho grandes.

BFC disse...

espero que esse beijo se concretize

um abraço directamente das ferias