sexta-feira, 21 de abril de 2006

DEVAGAR, COM NUVENS



Abri a janela devagar, não fosse o vento entrar de rompante e torturar as pétalas da minha rosa!
Sim, "salvei" a minha rosa da chuva, que numa mistura das 3 – a elegante, a irritante e a castigadora – invadiu a cidade ontem à noite.
Hoje, a Invicta acordou com tempo instável - o céu escondido, em parte por nuvens volumosas e cinzentas, ameaçando o sol que tenta sorrir, rasgando-as e trazendo consigo outras mais leves e brancas.
Inspiro profundamente, passo cuidadosamente o dedo pelas pétalas da rosa e saio.
A rosa está a começar a abrir, promete tornar-se exuberante e perfumar ainda mais o quarto.
Eu?
Sinto-me "feia", mas amanhã tratarei de "desfazer" essa sensação.


P.S.: A fotografia é do site "fotografia na net".

1 comentário:

Pitucha disse...

Então a Invicta está assim meia bruxelense!
Realça a cor da rosa.
Deixa que ela te encha da sua beleza porque "feia" nunca é quem escreve assim. E a sexta é nossa! Como o mundo.
Mando-te uma tulipa.
Beijos