terça-feira, 7 de março de 2006

TRANQUILA



Sabes, hoje estou muito, mas mesmo muito carente!
E não tenho razão aparente para isso,
pois comecei ontem a fazer yoga e dormi a noite inteira,
confortável, sem ajuda do calmante que me receitaram há uns anos.
O yoga tem tudo a ver com a postura
e a respiração e fiquei surpreendida por hoje o meu corpo não se queixar com dores – estou parada há tanto tempo!
Quanto a ter ido avante com a ideia,
eu tinha que preencher este "buraco"
agora que terminei com as aulas de francês e é uma maneira "simpática" de esquecer os acontecimentos do dia a dia.
Porque digo-te – tenho vontade de "fugir";
até parece que é de propósito e
como sou apanhada de surpresa, nunca sei como me hei de defender.
É fácil dizer que "isso não te tire o sono" ou "meta-se na sua vida", mas estou cansada, estou desmotivada, estou como o "tolo no meio da ponte".
Não queres vir descobrir comigo as delícias do yoga?
Fazer a posição de "invertida" ou inspirar e expirar profundamente e sentir o abdómen esvaziar-se lentamente?
Ou ter cuidado em alinhar os braços com o corpo?
Sabes, gostei; estou muito mais tranquila
e tal como já falamos, o objectivo é esse!

Sem comentários: