quarta-feira, 22 de março de 2006

CORAÇÃO ABERTO

Quase me esqueci que ontem entrava a Primavera e era o Dia Mundial da Poesia!
Foi um dos blogs que visitei que me chamou a atenção para isso e à laia de explicação, disse e repito aqui que "espero sinceramente que a minha Primavera seja melhor que o meu Inverno".
Não escondi de ninguém que este foi um Inverno muito complicado, mas e como escrevi num dos meus posts recentes, estou a vislumbrar ao longe, ainda que muito ténue, uma luz.
Rectifico hoje o que devia ter feito ontem.
É um poema, de um poeta que não conheço, porque a minha relação com a poesia não é das mais pacíficas, mas acho o poema adequado ao Inverno que se despede.
Sente-se, contudo que está relutante e por isso, continua a fustigar-nos com chuva agressiva, trovoadas rebeldes e aguaceiros loucos.
"
Uma rosa no Inverno serve como esperança
Mantém o calor do coração
quando a neve o atinge.
Uma rosa no Inverno não se improvisa; é
semente fertil, farol no labirinto.
Estamos no Inverno.
Sei que uma rosa me corre nas veias
"
de Egito Gonçalves
Além da minha rosa perfumada, e como sempre com um beijo meu, convido-os a saborear um "Baci".
Porque um beijo dado e recebido de coração aberto é sempre benvindo!

1 comentário:

Betty Branco Martins disse...

Querida Marta

Vai ver-te ao espelho... como quem olha a primavera...

"É ter fome
é ter sede de infinito
por elmo, as manhãs
de oiro e de cetim
é condensar o mundo
num só grito"

(F. Espanca)

Beijos doces