segunda-feira, 6 de agosto de 2007

HORAS









O que está na outra extremidade do arco-íris?
Essa extremidade que tapada,

engolida pelo horizonte fica….
O infinito...os Deuses....o Olimpo....fadas...duendes…bosques encantados…

Histórias de crianças…antigas….lendas….fábulas…irreais...
Oh, como eu gostava de ouvir histórias………….quem não gosta, afinal de esquecer o lado escuro do espaço...o inferno...a amargura e a inveja.......
De paletas de cores............de rebuçados de fruta…………….
Horas felizes….hora das crianças….horas de sonho…

Sem volta....pois não será o arco-íris uma ilusão óptica??

Pois ninguém nos fala das maçãs envenenadas...
Ou dos pés que sangram ou dos corações partidos e dos choros escondidos…
Nessa outra extremidade do arco-íris………

que todos esquecemos que existe............

ou fingimos que não existe.....





P.S.: Imagem tirada da Net

5 comentários:

as minhas palavras disse...

os momentos são sempre momentos. Está lindo as tuas palavras, como sabes desmonstra-las tão bem! Parabens!
E já agora, como estás tu amiga? Desculpa esta minha ausência, em tempos de férias é sempre assim! Mas não me esqueço de ti!
Um beijo grande amiga

Pipoca

Alexandre disse...

Eu sei o que está no outro lado do arco-íris: estão as nossas almas digitando palavras infinitas em horas de sonho debitando ilusões de óptica...

C_britto disse...

Marta,

Que todos os Deus e Deusas do Olimpo se encantem com a beleza das tuas palavras!

.....


Beijooss.

Peter disse...

Na extremidade do arco-íris está um pote cheio de moedas de ouro, guardado por um anão barbudo e com um barrete verde, ponteagudo.

Todas as crianças o sabiam. Mas isso era no tempo em que adorávamos que nos contassem histórias.

Neste mundo computorizado, informatizado, mecanizado, só há "zados".

Vieira Calado disse...

A tradição diz que na outra estremidade do arco íris há o oiro... Só que, por mais que caminhemos, ele foge-nos sempre...
bom fim de semana