quinta-feira, 16 de agosto de 2007

DEVANEIROS (PARTE III)














Conchas e búzios…
Cheiro e sabor a algas………….
Eu gosto….



Como de prata e pérolas…
Beleza, paz…
Espalhadas na espuma, aconchegadas na brisa…





Respiro-as………protejo-as dos ataques do vento……….
Desse vento, que hoje como ladrão, foge…
Com medo?




Esse vento que uiva,
assobia e castiga duramente quando zangado….




Com medo????
A escapar-se como que envergonhado…
Como que perseguido pelo Diabo………….




O vento!!!!!!!!!.




Leve sorriso……………….
Depois….volto a ficar em paz………….
A sonhar com a beleza………….
Nos murmúrios da espuma na areia….nos devaneios da brisa…………
Sem interferir em assuntos terrenos…………..







(Continuação do post anterior - outro ponto de vista)
















P.S.: Imagem tirada da Net

6 comentários:

Carmem L Vilanova disse...

Querida amiga... estás a escrever de forma belíssima, cada vez mais...
Adoro vir aqui para ver/ler o que escreves, os sentimentos que transferes ao "papel"...
Um lindo restante de semana para ti, minha querida!
Beijos, flores e meus eternos sorrisos para ti! :o)

.:mÁrCiO:. disse...

A imensidão da praia e as belezas do mar...
Tranquilidade, serenidade que ele transmite...
Quer-te deixar sufocada, sem reacção...
Porque às vezes é preciso...
Medo de enfrentar os erros, a realidade...
Porque, às vezes, mais vale deitar para trás das costas e continuar em frente!

Rosa Maria disse...

Naveguei nos teus devaneios...Se perdi? Não... pelo contrário..encontrei-me em vários portos...
Fica um beijo

Alexandre disse...

«Nos murmúrios da espuma na areia….nos devaneios da brisa»

Porque a espuma murmura-nos belezas aos ouvidos e porque a brisa é cúmplice dos nossos devaneios... e que bom é ter devaneios... são eles o sumo da vida!!!

Muitos beijinhos!!!

ÁlvaroPoesia. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fernando disse...

Passei para ler mais um dos seus maravilhosos poema!
Beijinhos.
Fernando