sexta-feira, 5 de janeiro de 2007

COMPLETAMENTE

Anseio por aquele momento.......

Em que no meu horizonte te insinuas...
e os teus raios pelo meu leito espalhas.........

A minha cor é a tua............
Brilhamos.................

Por entre as margens, navegamos....
Tranquilos, entrelaçando letras,
recriando lugares..........

Completamente sós.........

Á noite.....

Eu, o Rio e tu, a Lua
somos os reis reinantes de um mundo perdido,
escondido, perfeito...........

Pois, como amantes eternos, vivemos ......
Na neblina do tempo e do vento.........

7 comentários:

Pierrot disse...

As vezes fico assim mesmo.
Parado
Simplesmente a espera nem sei bem do quê.
Bjos daqui
Eugénio

Alexandre disse...

Os amantes não têm tempo nem espaço, não são molestados pelo vento, nem pelo frio, nem pelas intempéries... nada disso os atinge... nem as neblinas os atrapalham, recriam lugares tranquilos e são reinantes de mundos perdidos... PERFEITO!!!

Teresa David disse...

Sabes que tenho dificuldade por vezes em comentar-te, pois nunca me foi facil comentar o conteúdo da escrita de alguém, mas sim a forma, e a tua é sempre tão bem formatizada e eficaz que me fica a limitação de me repetir incessantemente.
Bjs
TD

Pitucha disse...

São momentos de calor, esses! Também anseio por eles.
Beijos

Anónimo disse...

:) Muito bonito...mas as tuas palavras deixaram me triste..porque eu tb anseio e creio que esse momento nunca mais vai voltar...jinhos para ti ;)

angel bar disse...

Temos a Terra, depois não há nada mais perfeito que o Amor... Bom fim de semana, um beijinho.

Tozé Franco disse...

Bonito poema. Parabéns.
Bom fim-de-semana.