quinta-feira, 4 de janeiro de 2007

ANTES


Não gosto que o meu silêncio perturbem....

Que a pureza das minhas águas corrompam,
Ilegalmente com o que nunca lhes pertenceu.....

Nunca as embelezou..............

Protejam-me..........

Como ao teu amor louco...........
Irrequieto.....
Com trocas de beijos profundos......
Com promessas plenas de energia e vida........

Como as minhas águas.....
antes de as poluírem..........

9 comentários:

Alexandre disse...

MARTA:

O nosso espaço é sagrado!!!!

E o silêncio pode ser a melhor coisa do mundo... quando o desejamos!

As águas deverão correr livremente o seu curso... só o alteraremos quando assim acharmos que deve ser...

O nosso MUNDO é... NOSSO!!!! Respeitem-no!!!!

Pitucha disse...

Desejo-te um 2007 cheio de coisas boas: como a tua poesia!
Beijos

DE PROPOSITO disse...

´Não gosto que o meu silêncio perturbem'.
É evidente que gostas de ser perturbada. Agora depende é por quem estás a ser perturbada. Será algo semelhante a 'fazer mal'. Como era bom que certa pessoas 'me fizesse mal'. É que aqui o fazer mal pode ser abraçar, beijar e todas as coisas inerentes a um homem e a uma mulher. Por isso eu direi: _Como é bom ser perturbado.
Fica bem.
Manuel

o alquimista disse...

No silencio existe um espaço intermédio entre o querer e a razão...

Doce beijo

125_azul disse...

Teu mundo, teu corpo, teu templo. Cuida-o.
Eu continuo no cativeiro, sem muita chance de aqui vir, mas de corrida para te desejar um maravilhoso 2007.
Beijinhos

angel bar disse...

Vida + Energia = AMOR (num beijo profundo).

Beijinhos

Anónimo disse...

suspiro... por um amor irrequietante desses... ha de aparecer!

Guilherme F. disse...

Volto só para te ler. Só isso.
bj
Gui
coisasdagaveta.blogs.sapo.pt

chuvamiudinha disse...

Que o teu ano seja maravilhoso como a tua poesia. Muitos beijinhos