quarta-feira, 22 de novembro de 2006

TOPO

Azul....

Continuo à procura do azul...

Respiro-o, sonho-o e até ao topo da montanha subi....

Tropecei,

rasguei a pele,

manchei de sangue as folhas dos arbustos...

Ao topo, cheguei..........
Quase que podia tocar no azul..........
Se esticasse bem o braço........
Do céu....

Inatingível........

Impossível.....

Ilusão...........

Reencontro-me
Com a hora mágica do dia

e ao acordar,
apesar de todos os problemas,

Azul......,

Sem o rosa destronar,

Volta a preencher-me........

6 comentários:

Luis Capucho disse...

É a minha côr preferida

Alexandre disse...

... Estou todo vestido de azul hoje...
... A minha pele está azul...
... A minha alma está azul...

Portanto...

C_BRITTO disse...

Olá Marta!

Entendo vc totalmente!
Luzes, poemas e ação não seria o movimento dos azuis?!....

Bjksss!

Peter disse...

"Um pouco mais de sol - eu era brasa.
Um pouco mais de azul - eu era além.
Para atingir faltou-me um golpe de asa ...
Se ao menos eu permanecesse aquém ...
(...)
Quase o amor, quase o triunfo e a chama,
Quase o princípio e o fim - quase a expansão ...
(...)

(Poema "Quase" de Mário de Sá Carneiro)

lobices disse...

…as minhas saudações…
…ao fim de 3 anos de escritos, o meu blogue http://lobices.blogspot.com morreu;
…entendi que havia cumprido a sua “missão”…
…porém, ele deu lugar ao livro “Lobices”, uma compilação de tudo o que foi escrito ao longo destes meus últimos anos de vida…
…a vossa visita ao meu covil será sempre agradável e lá encontrarão o link para a aquisição do livro se esse gosto me quiserem dar…
…a minha (e)terna gratidão pelo vosso apoio e presença ao longo destes tempos…
…o vosso sempre amigo
quim

Pierrot disse...

Como te disse uma vez...
E agora que chegaste ao topo amiga, pega nessas pedras todas do caminho, todos esses ramos e espinhos em que te cortaste, e faz um castelo.
Essa será a tua casa, feita com teu sangue suor e lágrimas
Bjos daqui
Eugénio