quinta-feira, 2 de novembro de 2006

COMO UMA ONDA

Saudades, tenho de ti..............

De abrir o mail

e não saber se, por lá te encontrarei......

Um mail sério, carregado, pesado, com palavras nuas....

Ou divertido, repleto de insinuações e emoções...

Fingindo indignação, mostrando-se ofendido ou abrindo caminhos à
polémica.....

Ou um SMS, só para dizer "Olá"...

Mas, sobretudo, o mais importante,

aquela sensação de que,

sozinhos não estamos.....

Que se espalha, como uma onda, lentamente pela pele,

pelos poros absorvida é

e insinua-se à circulação sanguínea.........

3 comentários:

:): disse...

Marta, rapariga...posso chamar-te assim, não posso?, afinal temos quase a mesma idade ;), sabes dizer tão bem certos sentires...eu adoro ler-te!

Pois fica o meu "Olá" cheio de ternura para ti.

Beijo

Pierrot disse...

Como eu te compreendo.
Um simples olá, um olhar de soslaio, um mail que traz aquele nome... prende-nos como se do ar se tratasse.
Lindo Marta
Lindo
Bjos daqui

Alexandre disse...

Se há coisas que doem são as esperas por um e-mail que não chega, por um sms que não aparece ou um telefonema que não se recebe!!!
Muito bem descrita todas estas situações, inclusive a ansiedade tão própria destas coisas...