domingo, 12 de novembro de 2006

EU

Adoro

Ver quando as asas abres e voo levantas…………….

Invejo

A tua leveza, a tua beleza, o teu brilho …

Adoro

Sentir a ponta da tua asa a roçar-me no rosto………….
O teu olhar distante………
Invejo

A liberdade com que vagueias pelo espaço…
Como tu e o ar se tornam um só…………….
A paixão com que te desenhas no azul do céu……………….

E, eu…

Apenas posso jogar com a minha sombra…………………
No canto do meu jardim….
Onde o teu ninho fizeste…

9 comentários:

Maresi@ disse...

Miga linda...teus poemas são sempre tão enternecedores que...até doi!

Beijo suave____Maresi@

125_azul disse...

Hoje ouvi um história de um homem que ensinou uma flor a voar e ela virou águia. Também podias... Beijinhos, semana feliz

Pitucha disse...

Tão bonito! Mas também podes "voar" como fazes aqui com a tua poesia.
Beijos

Anónimo disse...

Neste jardim onde as asas fizeram seu ninho é seu recanto mágico. Por ele podes voar e sentir o ar.

Beijos de amendoim.

Alexandre disse...

E eu que andei toda a manhã a fotografar gaivotas, uma das aves símbolo da liberdade! Nem de propósito! Senti uma asa a roçar-me o rosto...
Beijokas! Dorme bem!

Teresa David disse...

Que hei-de dizer, tu escreves mesmo bem, amiga!!!
Já tenho tb coisa nova pelo meu blog.
Bjs e boa semana
TD

chuvamiudinha disse...

Já aceitei o desafio. Assim que puder, respondo. Hoje ainda, espero. Beijinhos, tem uma boa semana

Anónimo disse...

vim e,
mergulhei fundo,
respirei tudo,
transbordei á flor da pele,
regresso á base e deicho o beijo de sempre, bem no meio desse coração doido.

Pierrot disse...

Finalmente um Eu desse tamanhão nos teus poemas.
Gosto de te ver assim, mais para cima :-)
Amei o post
Bjos daqui
Eugénio