terça-feira, 24 de janeiro de 2006

UM BEIJO DA ROSA

Hoje, acordei a cantarolar "Kiss of a rose" do Seal - nem sei porquê!
Talvez porque me lembrei de uma certa rosa, que deixei secar entre as páginas de um livro e ainda hoje, quando o abro, há um forte cheiro de orvalho, que invade o quarto, caí sobre nós uma sensação de frescura!
Aquele dia foi um dia feliz, um dia em que me preocupei mais a proteger a rosa da chuva que desabou sobre mim, sem aviso prévio do que eu.
E lembro-me do riso feliz que lançei para o ar!
Lembro-me que era uma rosa cor-de-chá, quase transparente, digna dos deuses do Olimpo - uma cor linda, que eu adoro .
E, apesar dos espinhos, não me piquei - talvez porque a rosa sabia que eu estava em paz e feliz e quisesse partilhar essa paz comigo.
Neste momento, fecho os olhos e imagino que estou no Jardim das Rosas em Serralves, a ouvir o Seal.
Quando sair, talvez compre uma rosa e deixe entre as petálas um beijo meu para que voe até alguém.
A todos aqueles que me querem ver sorrir!

1 comentário:

Descamisado disse...

Sempre! Presente merece presente. Uma rosa merece outra rosa. Deixei lá um paara ti. Jinhos