quarta-feira, 11 de outubro de 2006

"SAVE AS"


Fim e faço "click" no "Save as"....

O quadro respectivo enche o écran e pede-me um nome...

Tarefa difícil – penso...

Não hesitaria se fosse um dos meus posts...

Bastaria apenas procurar a palavra-chave do texto...

Mas este é um documento comercial,

cheio de palavras densas, elaboradas,

sem alma e sem graça...

Penoso para quem o escreve e muitas vezes para quem o lê...

Resigno-me...

Suspiro, enquanto escrevo as minhas iniciais e a data....

Guarda-se o documento para se utilizar novamente, alterando apenas a

data, os nomes e outros detalhes insignificantes......

Transformando-se num ciclo repetitivo e monótono, sem desafios....

5 comentários:

TMara disse...

engano teu, se me permites.
O desafio é vencer a monotonia e não ser vencida/o.
Bjs.
Luz e paz ao teu redor e em teu caminhar

Pierrot disse...

Engraçado que a forma como escreveste e "densaste" o save as deu mesmo a ideia de monotonia e xatisse...
Boa, parece-me que estás uma expert em traduzir expressões informáticas por sentimentos.
Bjos daqui

Carmem L Vilanova disse...

Nunca um "save as..." me pareceu tao complexo... :o)
Gostei da forma como o abordartes.. Pareceu-me até que algo tao usual ganhava vida própria... Muito interessante, sem sombra de duvidas!!!

Beijos, minha linda! E obrigada por ser e existir também em minha vida (apesar da distancia fisica)... :o)

125_azul disse...

Às vezes, até o destino precisa de uma ajuda TIA Marta. Save as o que te encher de felicidade, ternura, boas lembranças. O resto... o delete está ali tão à mão. Sabs que no Brasil os jovens usam muito o verbo "deletar"?

Ele pequenino, filho do Azulão e da Azulita, vai chamar-se Miguel, titia.
beijinhos

Escuta o teu mundo... disse...

Guarda-mos tudo na vida, mas só as coisas mais importantes é que tem valor... ;)