segunda-feira, 23 de outubro de 2006

ESCONDIDA

Elegância será, talvez

O voo perfeito da gaivota

O despedaçar ruidoso das ondas no penhasco

A prata transparente dos raios da lua

O céu límpido de um dia de Verão

A beleza tranquila do jardim

O sorriso lindo de uma criança

O esplendor da luz no cristal

E, estarmos abraçados ao vento.........

Vaguear, navegar, dançar, rir até às lágrimas .....

7 comentários:

Ant disse...

E haja boa disposição e alegria. Se não, há que lutar por elas.
Bjos

Alexandre disse...

Estava com dificuldades em entrar nos comentários... Bom, dá-me vontade de pegar numa viola e arranhar uns acordes com a tua letra... Tá linda!

Anónimo disse...

Uma manhã de sol...
Uma noite estrelada...

mas acima de tudo rir. como tu dizes :)
Beijinhos :)))

Betty Branco Martins disse...

Querida Marta

Só agora posso fazer as minha visitas, porque tive um problema com o meu pc. recusou-se a trabalhar!!!

Será que te vejo sorrir - rir - até às lágrimas! Oxalá que sim:))

Beijinhos

BoaSemana

Escuta o teu mundo... disse...

Sem duvida a elegância dos teus poemas...
Como sempre espectacular!
bj

amita I disse...

Lindo, Marta, muito lindo.
Um bjinho

Pierrot disse...

Por vezes é tudo o que nos sobra...rir até às lágrimas...!

Parabéns por mais este bonito texto

Bjos daqui
Eugénio