domingo, 10 de setembro de 2006

NOTA DE FIM DE SEMANA

Dei comigo a pensar o que o autor queria dizer com esta frase:
“Estás e não estás” - uma contradição como ele próprio diz...
O que é uma contradição? O que significa realmente estar em contradição?
E porque é que o ele a escreveu?

A minha conclusão, ao reler a frase no início do livro “Insónias e Afins”, é :
- embora já se tenha aceite a ausência física (não estás), aceitar mentalmente que o outro já não preenche a nossa vida (estás) é bastante mais duro e por vezes, nunca o aceitamos...
Ou pode não ser nada disto, mas é o que sinto...
"Insónias e Afins” vai ser lançado brevemente no mercado pela CORPOS EDITORA (www.corposeditora.com) e alguns dos textos incluídos foram escritos para um blog que, entretanto, foi fechado.
É uma escrita muito própria, extremamente poderosa, em que o autor trabalha cada uma das palavras, atribuindo-lhe um novo sentido.
O que é fácilmente comprovado no seu novo blog, onde ele continua a escrever novos textos de igual qualidade e sentido.(“Ninguém” – www.bloguedonada.blogspot.com).
Recomendo uma visita ao blog e a leitura do livro, que se junta aos outros que tenho na mesa-de-cabeceira.....

4 comentários:

Assessora Oriflame disse...

Olá! Deixo aqui este comentário para a convidar a visitar os meus blogs

www.bijuteriartesanal.blogspot.com

www.cosmetica-oriflame.blogspot.com

Beijocas...

125_azul disse...

Acho tristíssimo quando alguém está e não está na nossa vida!

Beijinho

o alquimista disse...

A vida é como uma atafona minha amiga, roda e volta...aceitei as tuas preciosas indicações...

Spectrum disse...

Foi a melhor crítica que li ao meu livro. Encontrei-a por acaso. Obrigado!!!