quarta-feira, 27 de setembro de 2006

CONQUISTAR A LUA

Não, não te confundi com a Lua...

Quero é conquistar a Lua, como conquistei a cidade.........

Apreciar, vestir, enfeitar o corpo e a alma com a luz que a cidade gera...

Dançando a Salsa na Avenida....

Insinuando beijos "calientes", numa troca de olhares audaciosos e loucos...

Como a cidade.......

Acolhedora, tranquila e unida....

O meu mundo...........

Que vejo e revejo vezes sem conta, lá do alto do meu pedestal........

Não sei já quem sou ou o que aqui faço.......

Grito quando a cidade grita....

Choro quando a cidade chora......

Mas sempre....

intocável.............

5 comentários:

Escuta o teu mundo... disse...

Só sei que...


O sol poente
despede-se lentamente
Estrelas aparecem no silêncio,
Lua, vem amenizar meu sofrimento
tranquiliza meu coração..
acalma meus pensamentos..
Brinca comigo,
Brinca com a minha alma...
Alma que vagueia nas densas e frias noites,
Sem rumo...
Nem destino...
Estrelas saltitam timidas
Saudando a lua
que é rainha soberana,
os ventos suaves
murmuram aos meus ouvidos,
as suas vontades...
vou até o mar,
as ondas do mar descansam,
sob seu véu da Lua cheia,
e esta noite tras,
estrelas a sonhar,
devido á história,
que a lua vai contar...
uma história de segredos,
tão bem guardados,
que faz o mar parecer pequeno,
e beija as aguas prateadas,
e depois de todos adormecerem...
sai bailando...
o sol lentamente aproxima-se do horizonte,
e o ceu outrora infinito,
hoje cabe nas minhas mãos,
podendo então sonhar com o que quiser,
a noite foi companheira,
e o mar o meu brinquedo,
fazendo um brilhante amanhecer.

Como ainda não tinhas nenhum comment imaginei e criei, espero que gostem. ;)
P.s.: ainda não está bem acabado se tiverem alguma ideia de um outro final... força nisso .

Escuta o teu mundo... disse...

Só sei que...



O sol poente despede-se lentamente
Estrelas aparecem no silêncio,
Lua, vem amenizar meu sofrimento
tranquiliza meu coração..
acalma meus pensamentos..
Brinca comigo,
Brinca com a minha alma...Alma que vagueia nas densas e frias noites,
Sem rumo...
Nem destino...
Estrelas saltitam timidas
Saudando a lua
que é rainha soberana,
os ventos suaves
murmuram aos meus ouvidos,
as suas vontades...
vou até o mar,
as ondas do mar descansam,
sob seu véu de Lua cheia,
e esta noite tras,
estrelas a sonhar,
devido á história,
que a lua está a contar...
uma história de segredos,
tão bem guardados,
que faz o mar parecer pequeno,
e beija as aguas prateadas,
e depois de todos adormecerem...
sai bailando...
Porque o sol lentamente aproxima-se no horizonte,
e o ceu outrora infinito,
hoje cabe nas minhas mãos,
podendo então sonhar com o que quiser,
a noite foi companheira,
e o mar o meu brinquedo,
fazendo um brilhante amanhecer.

Aqui tens mais uma Lua diferente. Esta é a minha lua, não pretendo conquistar pois o que gosta quer-se livre para poder voltar. ;)

Carmem L Vilanova disse...

Amiga querida!
Estou a gostar imenso de ler os teus novos posts... lindos estao! perfeitos e com muita inspiracao, sincera, sensual, franca, carinhosa, agressiva, poderosa, de tudo um pouco, mas sobretudo, perfeitos!!!
Beijos muitos, minha amiga!

125_azul disse...

Quero-te bonita e felizcom a Lua em quarto crescente que parece sorrir num céu cheio de promessas.Beijinhos

125_azul disse...

É "feliz como", desculpa!