terça-feira, 19 de setembro de 2006

BALOIÇAR

Segui o meu sonho....

Construí um barco de papel e lancei-o ao mar ..

Contra a rapidez da corrente e a força da brisa, começa a navegar....

Frágil, hesitante, a todo o instante se espera que naufrague, mas o barco equilibra-se e segue a sua rota...

Não sei para onde vai; vejo-o ao longe, a baloiçar-se suave, lentamente, a saborear as ondas e

a inspirar os cheiros condensados na brisa.......

Eu fico onde estou – mergulhei os pés na água cristalina e fria do mar,

os últimos raios de sol acariciam-me e eu uno as mãos contra o peito....

Numa saudação ao sol – eu própria numa nova viagem...........

4 comentários:

Andreia do Flautim disse...

Eu também queria seguir um sonho. MAs cortaram-me as asas...

Pierrot disse...

E o ultimo raio de sol pode ser quanto baste...
Por vezes, ter claridade a mais ofusca.
Bjos daqui
Eugénio

Carmem L Vilanova disse...

Amiga,
Nao há "últimos raios de sol" para quem segue um sonho... pode haver um momento de espera para que se reorganizem idéias e ideais, num recomeço eterno, sem nunca deixar de seguí-lo...
Penso que talvez gostasses do que publiquei esta semana... Passa lá!
Beijos, querida!

125_azul disse...

Novos raios de sol e um barquinho de papel audaz para navegar todas as ondas e fazer toda as viagens...
Beijinhos