sábado, 30 de setembro de 2006

MIMAR-TE

Mimo-te….

Porque mimar-te quero….

Não sei como gostas de tomar café, mas sei que quando “desapareces” e não me contactas,
o teu silêncio na alma e no coração me pesa…………

Fico angustiada, capaz de imaginar histórias dramáticas e mirabolantes e leio
freneticamente todas as tuas mensagens para ver se uma pista encontro…….

Respiro de alívio quando ao abrir a caixa de correio encontro o envelope com o teu nome ao lado….

Mimar-te é:

Comprar aquele livro de que falas, embrulhá-lo sofisticadamente e enviá-lo, como
anónima, pelo correio

Gentilmente provocar-te, seduzir-te um pouquinho
e saber que disso não te aproveitas…

3 comentários:

o lápis disse...

Um mimo dá sempre alento à alma e calor ao coração :) Mimem-se muito!

beijo de bom fim de semana!

Teresa David disse...

Estes últimos posts denunciam uma naturez que está de novo apaixonada. Na verdade ou na ficção? a paixão é traiçoeira e leva-nos a mais das vezes ao sofrimentos. Cuidado com isso!!!!
E como já te disse amiude mima-te a ti própria que serás sempre quem mais apreciará os teus mimos sem perigos de ingratidão.
Bjs
TD

Escuta o teu mundo... disse...

É mt bom receber mimos