quinta-feira, 28 de setembro de 2006

NADA RACIONAL

Às vezes...

Ao ler-te, tenho a impressão que de mim falas...

Que para mim escreves........

Dilaceras as palavras com dor e com raiva...

Depois, arrancas-lhe longos suspiros,

ternas confissões de quem está...

Irracionalmente apaixonado...

Nada no amor é racional....

Como nada racional é a tua busca...

ao pintares as palavras que escreves com novos e ardentes significados......

7 comentários:

Ant disse...

Também gosto quando as palavras me tocam. É por isso que leio e escrevo. É por isso que ainda não fechei o estaminé.
BJos

Pierrot disse...

Espectacular quando sentimos que até parece escrito propositadamente para nós...
Quando assim é, é porque lemos com olhos de ler o que alguém escreveu com alma.
Boa.
Bjos daqui
Eugénio

o lápis disse...

Neste mundo de palavras há tantos encontros de almas!

Há efectivamente posts que parecem copiados do nosso coração!

Um beijinho

Van

Teresa David disse...

Gostei da forma, quanto ao conteudo é tão intimista que me senti excluida desse universo de sensações tão pessoais.
Bjs
TD

Pitucha disse...

Quando se sente na escrita a cumplicidade que envolve pessoas em comunhão é tao bom, não é?
Beijos

Escuta o teu mundo... disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Escuta o teu mundo... disse...

Creio que é bom sinal. Quando acontece ler e sentir, que estamos ali recriados nas palavras de outros... Sabemos que não estamos sós! Gostei muito