segunda-feira, 29 de maio de 2006

SIMPLES ACTO DE AMOR

Um dos pormenores mais interessantes do meu novo colar é a pena presa numa das extremidades, por quem o sol se apaixonou....
De imediato...
Naquele instante.......
Num segundo
Cheio de magia..........
Ardente............
Perdidamente.......................................

E as súplicas, as juras de amor e os beijos foram tantos que eu me senti um verdadeiro carrasco por ter que os separar.................
Uma cobarde por ter que
ignorar as carícias que, com a ajuda da brisa, a pena enchia a minha cara................
o calor que o meu corpo sentia, porque o sol também implorava, insistentemente .........
Que eu cedesse....
Àquela vontade deliciosa de se embrenhar pelos labirintos, pelas estradas cintilantes do amor
........
Escusado será dizer que acabei por ceder e fui eu própria também à procura do meu amor.................
Talvez seja, por isso, que o sol hoje me sorria e deixe que eu procure refúgio nas sombras..............
Que não são sombras..........
Apenas procuro a frescura...............................................

4 comentários:

Pitucha disse...

Agora já se consegue comentar!
Porque será que o sol não se apaixona por algo aqui para estes lados?
;-)
Beijos

125_azul disse...

Um sol em cada conta do teu colar que usarás com a nova roupa rosa de princesa... para o emprestares de vez em quando à Pitucha, que tanto sofre pela sua acentuada ausência!

nunocavaco disse...

Não me querendo meter na vossa conversa, mas fazendo-o com consciência e em nome alheio, o sol é apaixonado por todos nós, tanto que por vezes nos escalda com a sua paixão.

AS disse...

Adoro sentir o sorriso do sol...

Beijos