segunda-feira, 12 de março de 2007

PLENO


Volto a unir as mãos em frente ao peito.......

Entoo o mantra da paz...

e só depois, com uma última respiração profunda,

abro os olhos e fixo o olhar na parede espelhada da sala......


A luz trémula das velas ali se reflecte, num misto de oculto e de
tranquilidade..

O verde maçã do tapete, onde me sento, reforça essa sensação...

E, eu sinto-me aliviada......

Como se o cansaço, que todo o dia me dominou,

se tivesse diluído no espaço e no tempo........

Como se a porta da sala o tivesse impedido de entrar......

Como uma barreira, um escudo, um forte.........

Para eu usufruir em pleno da minha aula de yoga..........

7 comentários:

Thunder disse...

Ommmmm...Gostava de experimentar yoga! Ommmmm...
Bjs.

Teresa David disse...

Só ou acompanhada a beleza das tuas palavras, sempre!
Bjs
TD

Alexandre disse...

Gostei do verde maçã: há cores que nós não conseguimos escrever, então com esse recurso à fruta ou a outras coisas pode-se compor um poema lindo..

Beijinhos!!!!

DairHilail disse...

passei...gostei de ler-te...agora parto...vem conhecer mminhas saudades...
fuca bem...

bono_poetry disse...

EU TENHO O DESEJO INTIMO DE CONHECER REIKI E YOGA...ESPERO EM BREVE....PERDER-ME AINDA MAIS..
COMO E ? E ASSIM TAO PACIFICO?..
TAO DIVINO...E CALMO...? CONTA-ME ESTOU CURIOSO...

Betty Branco Martins disse...

Minha querida Marta

Conheço bem essa sensação - pois sou uma praticante do yoga

O teu texto um verdadeiro - Yoganidra

Beijinhos com muito carinho
BSemana

un dress disse...

dos mantras e do parar: a pacificação! :)

(identifico!)

abraço. bom dia!!