sexta-feira, 23 de março de 2007

ALTIVEZ

Nua

Para rimar com a lua...

Eu estou........


Dor...eu sinto...

Despeitada...ela está.......


Mimada, petulante, altiva a lua está..................

Nem nota como cansada eu estou......

Com os olhos enfraquecidos e tristes..........

E, de um abraço preciso.................

Egoísta a lua..........


Nem sonhar permite........

Nada posso fazer...
se, nem sempre perfeitos,
os sonhos são...........

6 comentários:

Constantinne Correia disse...

Agora que me sentes e que me sinto agora que o corpo me cansa e a lua me abandona.

Beijinhos pra ti!

o alquimista disse...

Olha o feitço da lua...sente o sorriso de prata...

Doce beijo

C_BRITTO disse...

Um toque de magia Marta!
Já reparou o quão iluminadamente maravilhosa está a lua???

Lindo poema querida como sempre!

Beijômetros no teu coração e bom fim de semana e ti cuida não quero vê você dodói.

collybry disse...

Lua bela feiticeira,que inspira amores e poetas...Bjca

Momentos de vida disse...

Pois...
E como acho dificil me derrubarem, voltei com tudo!
Marta, lindo o que escrevestes, mas a lua é bela, triste e solitária...

Alexandre disse...

A Lua é um enigma e uma ingrata - dedicamos-lhe poemas, fazemos-lhe odes, sonhamos com ela, colocamo-la nos píncaros e ele não quer saber de nós...

... no entanto, é mágica! E como todas as coisas mágicas atrai-nos de uma maneira irresistível...