terça-feira, 26 de dezembro de 2006

IMPRESSÃO

Fria e cinzenta….

A tua primeira impressão será…………….

Mas deixa que eu o teu guia na Invicta seja…………..

Perde-te comigo nas suas ruas e ruelas……..

Deixa que a Menina Nua da Praça contigo fale…………

Vá lá, esquece o frio…………

Segue-me………….

Com o sorriso…………

Com a voz…

Com o calor humano em que a cidade te envolverá…………..

Com o meu calor,
expresso no abraço com que te vou saudar……………….

Com a beleza escondida da Invicta,
que em breve,
de ti fará parte…………….

5 comentários:

C_BRITTO disse...

Marta querida!

Liiiindo poema!
É bom, é calmo, é sereno, e é intenso também. yess!
Então é apenas questão de tempo!

Bjos querida!

Alexandre disse...

A Invicta tem uma magia especial, as ruas e as ruelas falam connosco, há calor humano nas pessoas que sulcam as calçadas, há história, há memória, há vida, ao contrário de muitas outras cidades.

Não há frio para quem visita a cidade, e com uma guia especial também não são precisos mapas nem GPSs.

Marta, fantástico, como fizeste um texto lindo a partir de algo que ninguém se lembraria... as pessoas infelizmente andam muito ocupadas com o consumo para olharem para as ruas, para as casas, para as paredes... para as outras pessoas!!!

Beijinhos!!!

angel bar disse...

O Alex já disse tudo... Tenho saudades da Invicta. Um beijinho.

Guilherme F. disse...

A minha impressão foram as cores; os sons; a luz; o rio das tuas palavras.
Agradeço as tuas.
bj
Gui
coisasdagaveta.blogs.sapo.pt

Peter disse...

Marta

O teu texto leva-me a sugerir que leias:

"O PORTO : O MORRO E O RIO (à margem de uma filmagem)" que
comecei hoje a publicar no blog, com texto e fotos do meu amigo Paiva.
Vale a pena ler.