quinta-feira, 7 de dezembro de 2006

DIURNO

Foi Morfeu, quem esta noite

novamente me seduziu.........

Foi contigo, no entanto que sonhei......

O teu toque que a minha pele sentiu........

O teu beijo nocturno.........

Ao de leve, irreal, imaterial

Marcado nos meus lábios.....

Noite de temporal,

mas não nos meus sonhos.......

Pois contigo sonho.............

À luz do dia,
sou eu quem te deixa ficar o meu beijo.....
Diurno.......

Para que sejas tu agora a sonhar comigo..........

8 comentários:

a lice disse...

Já tinha saudades de passar por aqui!

Beijinhos para ti!

Ant disse...

Vim numa corrida. Esse morfeu é alguma coisa de jeito? Vê lá. Andam aí uns gaijos perigosos...
BJos

angel bar disse...

E eu deixo votos, já nocturnos, de um bom feriado. Beijinho

Alexandre disse...

Marta...

Estou fascinado!!!!

Nunca pensei que o beijo nocturno pudesse dar origem a algo sublime como as tuas palavras neste poema!

para ti, todos os beijos nocturnos e diurnos!!! Mereces!!!!


Beijokas!!!!

Anónimo disse...

Morfeu é o deus do sono... mas não dos sonhos...e sonhar...sonha-se com quem se quer e com o que se quer!!! Ainda bem!!!
bjs

125_azul disse...

Morfeu anda a ser generoso com a tia Marta, que bom!
tens uma foto do teu sobrinho lá no 125 e aqui ficam beijibhos e miminhos nossos. Bom feriado

Anónimo disse...

Morpheu o senhor dos sonhos, nos envolve e enfeitiça. Difícil nos despreender de seus braços.

Beijos sonhadores.

Teresa David disse...

Não gostaria de me repetir, mas quando encontra sempre uma qualidade tão bela nos teus poemas só poderei reiterar o já dito que é seres uma boa poeta.
Bjs
Td