quarta-feira, 15 de junho de 2005

AINDA SOBRE RAMON

As coisas acontecem simplesmente e nada têm a ver com a cultura e com a educação.
Verdadeiras “horas do Diabo”, em que, por qualquer motivo, ou Deus nos abandonou ou nos desafiou.
Para saber e nos obrigar a saber o quanto valemos.
Posso estar a dizer um grande disparate e estou a falar, ainda por causa de Ramon Sampedro e do meu post “Com dignidade”, porque aquele homem, conhecedor profundo do mar, fez um erro de cálculo ao mergulhar e acabou tetraplégico.
E eu?
Só compreendi verdadeiramente o quão doente estava quando comecei a vomitar, durante 3 dias sem interrupção.
Levaram-me para o Hospital, no limite das minhas forças e passaram-se semanas até eu ser capaz de reflectir e pensar no que aconteceu, como podia minimizar os danos e que volta poderia dar à minha vida.
A minha pergunta é:
Poderia ter evitado?
Nunca vou saber – na altura, eu estava muito infeliz, muito vulnerável!
2ª pergunta:
Tem a cultura alguma coisa a ver com isso?
Nada – é impossível prever! Por muito culta que se seja, apesar de toda a prevenção que se possa fazer, há coisas que fogem verdadeiramente ao nosso controlo
!
Por isso, não vamos meter tudo num mesmo saco, porque não há qualquer ligação entre si!

Sem comentários: