sexta-feira, 12 de outubro de 2007

VOLTA COM A BRISA

Deixo que a brisa me pinte..


Na tua pele quente do sol...


Deixo que a minha mão




te sinta o coração...


A bater apressado...

Rápido...como o beijo...

Com que te contorno a pele..............





O vento que nos toca em calma brisa

Tornando nossa pele mais sensível

Vem manso e com ternura já me avisa

Do amor que enfim chegou; indivisível.

Meu sonho no teu corpo estigmatiza

Transformo-te num símbolo invencível.


Numa taquicardia incontrolável

Meu coração aguarda tua volta.

Nesse novo horizonte tão amável

Da amarra em que eu vivia já se solta

Minha alma que sofria, assim instável

E atada em laços frios da revolta.



A pele que contornas com teus beijos

Está cicatrizada, sem ter pejos...



CO-AUTOR MARCOS LOURES

6 comentários:

125_azul disse...

Que co-autoria brilhante, façam mais. Beijinhos, bom fim de semana

Alexandre disse...

Mais uma parceria exemplar de sensibilidade e de bom gosto! A pele contornada com beijos é das imagens mais bonitas que se pode descrever e vocês conseguiram fazê-lo! Parabéns!!! E o símbolo invencível numa taquicardia incontrolável transmite mesmo a sensação de um coração pulsando!

Beijos e abraços!!!

Sol da meia noite disse...

Voltei com a brisa, para te deixar muitos beijinhos!

Betty Branco Martins disse...

Minha querida Marta

________que a brisa____seja sempre um afago terno-lento
nesse teu rosto____em que a tua alma brilha_..

Beijinhos com muito carinho
bomFsemana

Márcio disse...

É muito simples... basta abrires o coração, e deixares entrar quem deseja entrar! Que não coloques impedimentos...

Peter disse...

Essa parceria poética está mesmo a funcionar.