terça-feira, 23 de outubro de 2007

IMPULSOS









Obedeço a uma vontade inexplicável e estendo-me no chão….
Polido, quase um espelho e frio….
Apoio o rosto escaldante no braço…
dobro as pernas…
deitada de lado, fico quieta…………….
Lá fora…a tempestade anuncia-se…
……………………Trovões fortes…
………….Relâmpagos incendiando a noite…………
que, em breve, se insurgirá, guerreira….
Mas assustada ………………
não estou…….
Aliás, nem sei como me sinto………
…………Estranho…
.......
curioso obedecer a impulsos que sempre ignorei……….
E hoje….
Desliguei tudo……
e desliguei-me do mundo………………..
Apenas a tempestade..
saberá onde me encontrar………………………


P.S.: Imagem tirada da Net

7 comentários:

A. Jorge disse...

Se forem bons impulsos, agradáveis e que te dêm prazer... "bota prá frente"!...

Abraço

Jorge

http://vagabundices.wordpress.com/

Betty Branco Martins disse...

Minha querida Marta

_________por vezes devemos seguir "aqueles" impulsos________e permanecer num lugar_______que nem sequer a tempestade nos encontre_____...

Beijinhos com muito carinho
boaSemana

belakbrilha disse...

Olá Amiga!
Eu encontrei-te apesar de andar meia afastada...
Não te desligues do mundo...
para além da tempestade os bons amigos precisam sempre de nos encontrar!

bjs

Sol da meia noite disse...

E que a tempestade te proteja...

Beijinhos!!!

Alexandre disse...

A tempestade é necessária de vez em quando para que sintamos a força e a energia transcendente e dessa energia possamos tirar algo para nós... às vezes há que desligar do mundo...

Muitos beijinhos!!!

Entre linhas... disse...

Forças muitas vezes transcendentes á nossa pessoa,mas hajem como sinais como sinal de mudança.
Bjs Zita

Teresa David disse...

VEJO MOVIMENTOS DE YOGA NESTE POEMA.
BJS
TD