domingo, 7 de outubro de 2007

CÓDIGO: SILÊNCIO










Falas-me em silêncio…
Mas o vento abre violentamente a janela….
Interrompe-nos….assusta-me….
Talvez queira quebrar esses códigos,
esses enigmas, esse feitiço….
em que te fechas……..
Essa curva da noite….que te torna invisível….
Aos meus olhos…
Aos do vento……….
Que perde o seu ar de sedutor…
de herói a salvar a donzela…………..
E foge…com a lua……………

P.S.: Imagem tirada da Net

8 comentários:

cõllybry disse...

Amiga, tanta solidão...tambem ela pode fazer bem, transforma-a...

Doce beijo

Betty Branco Martins disse...

Querida Marta

_________se as palavras que "quero" ouvir_____não forem mais belas que o silêncio__________por favor_______que a palavra não se faça ouvir__________

Beijinhos com muito carinho

Jasmim disse...

Olá Marta
É só apra deseja ruma boa semana apr ati.
Anima-te

Sol da meia noite disse...

Há quem escreva mensagens no vento...
Tenta ouvi-lo, entendê-lo (ao vento)!

Deixo-te muitos beijinhos!

Alexandre disse...

O vento abre janelas mesmo quando elas estão fechadas, trancadas... o vento que sopra na curva da noite é sempre o mais enigmático, nunca se sabe se sopra de mansinho como a brisa, se sopra violentamente e nos interrompe o pensamento...

Muitos beijinhos!!!

125_azul disse...

E se a solidão fôr só um intervalo entre o passado e a felicidade?
Beijinhos

ZezinhoMota disse...

Marta, não sei se será a primeira vez que entro aqui e te leio...

Os blogs são muitos, como sabes, mas eu suponho que não.

Gostei muito do teu escrever e podes crer que vou regressar para te ler e te conhecer um pouco melhor.

Que sejas muito feliz!

E que a semana seja bela, mesmo com as folhas caídas do Outono!

Um beijo de cordialidade e respeito.

ZezinhoMota

Paula Raposo disse...

Precioso silêncio!