sábado, 13 de outubro de 2007

BEIJOS NA BRISA


Continuo a falar da brisa…

Dos beijos que ela me entrega…


Dizendo que…


És tu quem mos mandas…


“Mas”, pergunto eu à brisa, “porquê?”….


Nada sabe a brisa….


Escapa-se....dilui-se……………


Fico com os beijos……………


Sonhados, desejados....na tua ausência...


Reais e doces....no teu regresso..........



P.S.: Imagem tirada da Net







4 comentários:

Sol da meia noite disse...

Deixa-te de incertezas, de indecisões...
Digo-te que acredites apenas no regresso. Já pensaste que talvez até dependa de ti?... Talvez derrubar barreiras...

Beijinho!

Márcio disse...

... porque quando alguém diz as palavras certas que no momento têm que ser ditas, não vale a pena dizer mais nada. E assim faço, das minhas as palavras de "Sol da Meia Noite" – «Já pensaste que talvez até dependa de ti?...» Porque às vezes as coisas até tão mesmo ao lado...

Bichinho disse...

Lembranças.

Beijo fantasma.

Alexandre disse...

A brisa vai e vem, leva e traz os sonhos e as incertezas... escapa-se quando pensamos que a agarramos... o importante é que a brisa não se torne em vento!!!

Muitos beijinhos!!!!