sábado, 24 de fevereiro de 2007

PROFUNDAMENTE

Suspiro profundamente...............

Involuntariamente, fecho os olhos,

Deixo que os lábios se entreabram.......

Humedeço-os com a ponta da língua...

E aguardo que os teus........

nos meus escrevam o mesmo desejo………….

Os confundam….

Com promessas, que depois,

pausada,
oh, tão pausadamente
cumpridas são……………..

E, no fim………..

Volto a suspirar profundamente...

6 comentários:

Alex disse...

«E aguardo que os teus nos meus escrevam o mesmo desejo... os confundam...»

E voltamos a suspirar profundamente, aliás, respirar faz parte do ritual involuntário das sensações vividas ou prometidas... sublime!

Beijinhos!!!!

Thunder disse...

"Volto a suspirar profundamente..." aguardando outras belas poesias!

Borboleta disse...

:) :) aproveito e tb vou respirar profundamente...lindo como sempre..jinhos

Lia disse...

Deixaste-me a suspirar também...

Beijinhos

C_BRITTO disse...

Suspiros, sussurros, estão intimamente associados às nossas emoções.

E suspirar assim é uma delícia melhor ainda quando lemos teus poemas Marta!

Adorei como sempre!
Beijos doces no teu coração.

Conceição.

Teresa David disse...

um dia escrevi:
Um suspiro, um arrepio
um cigarro em jejum
o regresso á luz do dia
o regresso ao comum

tu não regressas ao comum pois continuas sempre nesse estádio de qualidade de escrita.
Bjs
TD